Foto Dicas Brasil 5 Dicas Para Tirar Ótimas Fotos Panorâmicas Inspiradoras - Foto Dicas Brasil
2.714 views | by Simxer
5 Dicas Para Tirar Ótimas Fotos Panorâmicas Inspiradoras

Agora é a Sua Vez! Domine o Photoshop. Clique Aqui.

 

Imagens panorâmicas são um tipo de fotografia impressionante. Neste tutorial, nós veremos o que exatamente é uma panorama, mostrarei alguns panoramas inspiradores e darei algumas dicas para você tirar suas próprias fotos impressionantes.

O Que é um Panorama?

Fotografia panorâmica também é conhecida como formato amplo. Na época dos filmes, você teria que comprar uma câmera panorâmica (eu tinha uma dessas, era uma pequena caixa de plástico vermelha com um filme gigante) ou passar muito tempo na sala escura juntando suas imagens sobrepondo as exposições.

Com a era digital, a fotografia panorâmica é muito mais fácil de fazer, mas a definição se tornou um pouco mais complexa. Uma foto tirada com uma lente com grandes ângulos não é necessariamente um panorama.

Geralmente, um panorama é considerado uma imagem com uma proporção de 2:1 ou maior: então o comprimento é duas vezes maior que a altura. O campo de visão que a imagem cobre é igualmente importante. Para ser considerada panorâmica, ela deve mostrar uma cena que seria maior do que aquela que poderíamos ver com nossos olhos.

Você poderia tecnicamente pegar uma imagem com uma lente grande angular, e depois reduzi-la para uma proporção panorâmica. Porém, hoje a técnica é feita principalmente pegando uma série de imagens e depois digitalmente “costurá-las” juntas usando um software de edição como o Photoshop ou o Lightroom.

Do Que Você Precisa

Uma Lente

Com o método de “costura digital”, praticamente qualquer lente permitirá que você tire uma ótima foto panorâmica – ela não precisa ser grande angular! Especialistas frequentemente consideram uma lente prime, boa e barata, a 50mm, perfeita para este tipo de fotografia. Quanto menor o comprimento focal, mais da cena você conseguirá capturar, em menos fotos. Da mesma forma, tirar mais fotos com uma lente de zoom permitirá uma maior área para cortar ou dar zoom depois. Os tipos de exposição e tamanhos, eu explicarei abaixo.

Se você realmente gosta de imagens panorâmicas, ou quer tirar fotos de motivos em movimento, há câmeras especiais, como a Hasselblad XPan e a Fuji 617, que são feitas especialmente para a fotografia de formato amplo e produzem resultados fantásticos 😉

Um Tripé

Um tripé não é essencial, mas facilitará muuuito a sua vida se você usar um. Assim como a estabilidade, que é essencial para fotos sem tremidas, você deve garantir que ele tem uma cabeça flexível (de preferência com uma alça) para que você possa mexer facilmente da esquerda para direita.

Um disparador eletrônico também é útil para garantir imagens precisas, mas, isso não é algo totalmente necessário. Você pode usar o timer da sua câmera.

Programa para Edição

Para transformar suas fotos individuais em uma só grande, você precisa de um software que possa fazer uma tarefa específica chamada costura. É aqui que o programa pega áreas reconhecíveis de uma imagem, chamadas pontos de controle, para poder entender onde elas devem ser unidas. Por exemplo, se você estiver fotografando uma cidade, o software escolheria um prédio em uma foto, encontraria o mesmo prédio na próxima foto da sequência e faria a junção ali.

Como já disse, muitos editores de imagem, como o Photoshop e o Lightroom já possuem essa função embutida. Se você não tiver acesso a estes, então há os programas gratuitos, mas os softwares gratuitos obviamente o limitarão de alguma forma, seja no tamanho de sua imagem ou colocando uma grande marca d’água sobre a imagem.

Inspiração

Skyline de Londres

Aqui, a ponte cria uma bela linha de orientação até o Big Bem (a torre do relógio) no fundo. Ela também divide a água; eu acho que sem a ponte, esta foto perderia parte de seu impacto, haveria muito rio. Capturar esta foto com uma lente de ângulo amplo teria colocado o motivo principal (a arquitetura) muito distante no plano de fundo, e mais uma vez, nós teríamos visto muito rio.

As Maldivas

©Marie Gardiner

Este é um bom exemplo de usar uma estrutura como uma ponte para nos trazer para o panorama. A composição central funciona bem aqui e o céu e o mar estão divididos; um pelas nuvens e o outro por um pequeno barco e uma cabana; eu acho que isto equilibra bem a imagem.

Chicago

 

Cidades são motivos panorâmicos muito populares. Esta tem a complexidade adicional de ser uma longa exposição. Criar uma exposição longa provavelmente significa que a junção foi mais complicada do que aquela de um panorama normal e provavelmente algumas sobreposições (e também costuras) ocorreram. O contraste entre o lado esquerdo quente com a direita fria e escura funciona muito bem.

Pôr-do-sol

Eu suponho que esta foi pós-processada desta forma, ao invés de ter usado um filtro, pois a exposição não é muito longa; a água não foi suavizada. Esta poderia ter sido tirada com uma lente grande angular, e o recorte certamente tornou este visual panorâmico.

Embaixo D’água

Mais uma vez, eu suponho que este panorama é uma foto ampla recortada. É improvável que os peixes ficassem parados tempo o suficiente para terem tirado múltiplas fotos e seria ainda mais difícil de misturar com o plano de fundo movimentado. Porém, a natureza recortada significa que o fotógrafo obviamente queria criar este visual panorâmico e eu acho que isto funciona bem; o interesse adicional, é claro, é que está embaixo d’água – algo que não vemos com tanta frequência.

Técnica

Em Que Modo Fotografar?

Eu recomendo que você fique longe do automático quando estiver tirando fotos panorâmicas. Você estará capturando várias imagens ao longo de sua cena, então se houver mudanças súbitas na luz, você não vai querer que a câmera compense isso automaticamente, ou você terá várias exposições para tentar corrigir.

O ideal seria escolher suas configurações manualmente e travá-las. Isto pode não ser possível se você estiver, por exemplo, fazendo um panorama no qual o céu está com uma luz do sol forte de um lado e uma tempestade se aproximando do outro. Nesse caso, você deve fazer os ajustes manualmente. A ideia é manter as configurações o mais próximas possível. Eu sugiro anotar as mudanças que você precisará antes de começar a fotografar para facilitar as coisas. Se você tentar fazer isso enquanto está fotografando, você pode esquecer onde estava ou cometer um erro, enquanto as condições vão mudando, o que significa que suas primeiras imagens não vão combinar com as últimas tão bem.

Lembre-se que além de suas configurações serem manuais, você precisa desligar o foco automático também. Você não vai querer que a câmera mude o foco ou ‘cace’ toda vez que você tentar tirar sua próxima foto.

Outra dica infalível é fotografar em Raw.

Paisagem ou Retrato?

Imagens panorâmicas tendem a ser (embora não exclusivamente) paisagens ou cenários. Quando estiver fotografando desta forma, a tendência pode ser segurar sua câmera na orientação de paisagem, e por que não? É com isso que estamos acostumados. Porém, eu descobri que usar a câmera na orientação de retrato é muito mais eficaz. Quando você estiver tirando suas fotos panorâmicas, você precisará de muita altura, além de largura.

Minha recomendação é fazer duas rodadas usando orientação de retrato. Primeiro, consiga muito céu da metade superior de sua cena ou motivo em uma rodada. Depois, mova para baixo e capture a metade de baixo de seu motivo (com uma boa margem de sobreposição) e do chão. Isto fornecerá ao seu software de ‘costura’ muita referência quando estiver juntando para ver o que vai onde e você pode recortar para acertar tudo depois!

Lembre-se do Básico

Lembre-se de configurar sua câmera como você faria normalmente, ainda pensando em coisas como composição. Pode ser mais difícil quando você não consegue ver a representação de sua imagem pronta em seu visor, mas imagine toda a cena em sua mente. Divida-a mentalmente em setores, se isso ajudar e coloque os pontos de interesse logicamente. Você não precisa ser exato; principalmente se você tirar mais do que precisa e deixar espaço para cortar.

Problemas Potenciais

Fazer uma imagem que deliberadamente deve conter mais do que geralmente veríamos a olho nu pode ser complicado. A forma como vemos os objetos de uma certa distância pode ser diferente dependendo do ângulo: isto se chama paralaxe. Um exemplo perfeito é ter a minha mãe no assento do passageiro do carro, dizendo que eu estou indo rápido demais porque o ângulo em que ela está significa que o ponteiro do velocímetro parece diferente para ela do que para mim. Se você for tirar uma foto da esquerda para a direita, fotografar um objeto de duas perspectivas levemente diferentes pode fazer com que você acabe com uma anomalia em sua imagem final. Tente manter tudo a uma distância decente para combater isso, mesmo se você recortar depois.

O movimento é um grande problema também; você não sabe o que é dor até tentar juntar uma paisagem marinha ou uma paisagem com várias árvores em um dia de muito vento. Resumindo, evite movimento se puder. Se não puder, tente pegar os objetos em movimento em uma foto, para que você não costure dois itens diferentemente posicionados juntos.

Tome cuidado com o tamanho das imagens. Se você já tiver uma câmera que produz um tamanho maior e fotografar em RAW, juntar muitas destas pode fazer seu computador sobrecarregar, ou demorar demais para obter um resultado. Fique preparado para esperar um tempo significativo para os panoramas de escala maior renderizarem. Por experiência própria, eu acho melhor fechar todas as outras coisas no computador, e apenas deixar o software fazer o seu trabalho 🙂

Dicas Para Tirar Ótimas Fotos Panorâmicas

  1. Se você andou tirando muitas fotos ao longo do dia, você consegue se lembrar onde seu panorama começa e termina? Tire uma foto com a lente da câmera ou tire uma foto de sua mão como a primeira e última foto de cada série. Isto facilitará para que você veja quais imagens estão agrupadas juntas.
  2. Lembre-se de mudar suas configurações para manual: a última coisa que você irá querer é a sua câmera aumentando o ISO nas partes escuras da imagem, ou alterando o equilíbrio de branco.
  3. Fotografe no modo de retrato para adicionar altura com facilidade. Por que não experimentar um panorama vertical?
  4. Se você estiver fotografando sem suporte, como um tripé, fique no mesmo lugar e mova apenas a parte superior de seu corpo.
  5. Lembre-se de compor sua imagem em sua cabeça antes de começar a fotografar e saiba exatamente o que você quer.

Pensamentos Finais

Fotos panorâmicas se destacam, não importa o seu conteúdo. A natureza de sua proporção ‘estranha’ e o campo de visão não natural atraem nossos olhos e nos fazem analisar a imagem procurando por detalhes que podemos ter perdido à primeira vista.

Seja uma foto impressionante de uma cidade vista de cima, ou uma paisagem simples, os panoramas nos oferecem a oportunidade de mostrar algo de uma perspectiva diferente, algo que nem todos são capazes de conseguir. Acertar isto pode ser muito desafiador, há muitas coisas a se considerar e você nunca saberá realmente se isto funcionará da forma que imaginou até costurar em seu software. Mas tenho certeza que valerá a pena!

Eu considero esse tipo específico de técnica fotográfica como um excelente exercício para desenvolver várias áreas importantes da fotografia, por isso, pratique!!

Espero que você tenha gostado, se sim, compartilhe com seus amigos e Vamos Juntos!!

 

Artigo Original

 

5 Dicas Para Tirar Ótimas Fotos Panorâmicas Inspiradoras
4.6 (92%) 10 votes
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background


Simxer é autora e fundadora do Foto Dicas Brasil e Fotógrafa profissional há mais de 15 anos. É empreendedora e apaixonada pelo que faz. Autora dos Best Sellers "Fotometria Simples - Você no Controle da Luz" e "Nikon ou Canon, câmera profissional ou semiprofissional? Aprenda a decidir você mesmo", se orgulha de ministrar os melhores e mais completos cursos online de fotografia para Iniciantes e hobbystas que contam com fotógrafos iniciantes de vários países, além do Brasil, como Portugal, Estados Unidos, Japão e África. E está sempre em busca de despertar a sua paixão pela fotografia em outras pessoas e aprender com outros apaixonados!

Leave a Reply

— required *

— required *

Powered by Foto Dicas Brasil.