Foto Dicas Brasil Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit - Foto Dicas Brasil
54.717 views | by Simxer
Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit

Agora é a Sua Vez! Domine o Photoshop. Clique Aqui.

Escuto bastantes alunos meus dizendo que não podem fazer isso ou aquilo por causa dos seus equipamentos. Existe uma expectativa enorme de que pra fazer fotos incríveis, é necessário ter não sei quantas lentes, ou câmeras profissionais, e é claro que ter bons equipamento e principalmente saber escolhê-los, é muito importante, mas eu acredito que quem faz a foto é o fotógrafo e não me canso de dizer:

O bom fotógrafo não é aquele que tem a melhor câmera, mas o que domina melhor a câmera que tem!

Simxer

Por isso que ter uma lente do Kit não pode ser um impedimento para fazer fotos! Aqui no Brasil, a maioria das câmeras estão vindo com a lente 18-55mm, tanto a Canon como a Nikon, mas isso pode variar de época, ou até mesmo de loja. Eu mesma quando comprei a minha primeira câmera semiprofissional, a lente do kit era a 28-135mm e eu fiz muuuita coisa com ela, mas muita mesmo!

Então o artigo de hoje tem algumas dicas também do Adeel Gondal, fotógrafo profissional e amante das estrelas, que faz desse tipo de foto um hobby, e eu acredito que está ao seu alcance também.

1ª imagem artigo fotografar estrelas Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit

© Adeel Gondal

Nós sabemos que olhar para um céu estrelado enquanto você fica sentado em uma área aberta é sempre uma experiência tranquilizante, mas fotografar essas estrelas é uma experiência muito melhor. Você já viu essas fotografias incríveis de céus estrelados e da Via Láctea de fotógrafos profissionais, e se perguntou como fazer isso você mesmo, mas nunca tentou porque achava que não tinha o equipamento adequado? Deixe-me dizer uma coisa, “Não é verdade!”.

Se você tiver uma câmera DSLR normal e estiver interessado em fotografar estrelas (e a Via Láctea), você pode fazer isso com a sua lente do kit. Eu explicarei todo o processo passo a passo da maneira mais fácil possível, para que mesmo se você não tiver muito conhecimento técnico, você possa entender e implementar este método.

O Básico da fotografia de estrelas

 

Para começar, você precisa ter o seguinte:

1. Um lugar longe das luzes da cidade. Quanto menos poluição luminosa você tiver, maior a chance de conseguir estrelas claras.

2. Uma noite sem lua. Estrelas também podem ser fotografadas em noites de lua cheia, mas quanto mais brilhante a lua estiver, mais poluição luminosa ela cria, e as estrelas não serão tão proeminentes.

3. Uma câmera DSLR com uma lente do kit como a 18-55 mm, por exemplo.

4. Um tripé

Você pode procurar no Google por algum lugar longe das luzes da cidade e sobre as fases da lua. Você deve saber de antemão em que direção e a que horas a lua irá nascer. Isso o ajudará bastante com a composição de suas imagens. Uma noite sem lua é sempre melhor para fotografar estrelas.

Um dica também é verificar no site Apollo 11, eu linkei para o Rio de Janeiro, mas você pode trocar a cidade, basta clicar em um pequeno discreto ícone à direita e no alto, escrito “mudar cidade” 😉

Além disso, você também pode usar um aplicativo de bússola em seu smartphone para localizar a estrela do norte, para encontrar as constelações, e você também pode baixar um aplicativo chamado Star Chart ou ainda usar o Google Sky, apenas para ter uma ideia de quais estrelas estão acima de você. Os dois aplicativos também mostram a direção da Via Láctea, para que você possa fotografá-la diretamente e obter resultados incríveis.

Esses aplicativos são bem precisos, e com a sua ajuda, você também pode ver Marte, até mesmo a olho nu (e eu tenho certeza que você já viu antes, mas pode ter tido dificuldades em  diferenciá-lo das estrelas). Se você quiser planejar a sua foto no futuro, ou procurar por um horário adequado para fotografar a Via Láctea em sua localização, você pode baixar um aplicativo para desktop chamado Stellarium. Coloque as suas coordenadas e ele mostrará a você a direção da Via Láctea em um horário específico, em uma data específica do ano. Usando este aplicativo, você pode saber exatamente em que horário do ano a parte mais brilhante da Via Láctea estará acima de sua localização para fotografar.

2ª imagem artigo fotografar estrelas Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit

© Adeel Gondal


Configurações da câmera

 

Agora, vamos para a parte importante: configurações da câmera. Você precisará assumir o controle de sua câmera, mantendo-a no modo Manual. Mude o modo para Manual e ajuste as seguintes configurações.

Comprimento focal

Defina o seu comprimento focal para o mais amplo que você puder – por exemplo, 18 mm no caso de uma lente de Kit 18-55mm . Na verdade você pode escolher qualquer comprimento focal, mas quanto mais você der zoom (quanto mais longo for o comprimento focal), menos estrelas você será capaz de capturar, e o seu tempo de exposição ideal antes da trilha de estrelas começar a se desenvolver também diminuirá, para saber este tempo, basta saber a Regra 500, ainda não conhece? Eu explico.

Regra 500

É um cálculo simples que se faz para saber o tempo máximo de exposição antes das estrelas começarem a formar rastros de luz na fotografia. Pegue 500 e divida pela distância focal de sua lente, o resultado é o tempo máximo de exposição em segundos. Lembre-se do fator crop ao calcular o tempo máximo para câmeras com sensores menores (câmeras de entrada e semiprofissionais), e como estamos falando de lentes de Kit, provavelmente a sua câmera possui fator de corte.

regra dos 500 Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit

Por exemplo, digamos que você está fotografando com uma câmera cropada, com uma lente na distância focal de 18mm. Então, 500 ÷ 18 = 19 segundos de tempo máximo de exposição na Nikon ou 17 segundos em uma Canon, como você pode conferir na tabela acima.

Arredondando pra 20 segundos o nosso resultado, poderemos fazer uma foto com as estrelas estáticas, caso usássemos um tempo maior, o rastro já começaria a aparecer, como você pode ver na imagem abaixo.

regra dos 500 rastro2 Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit

Abertura

Configurar a sua abertura para a opção mais ampla é a chave aqui – por exemplo, f/3.5 nas nossas lentes de kits. Ao usar a maior abertura, mais luz entrará pela lente, fornecendo estrelas e Via Láctea mais brilhantes.

Velocidade do obturador 

Como vimos, a velocidade do obturador deverá ser o resultado da Regra 500, ou pelo menos próximo a isso. Você pode conferir o resultado pelo Exif da imagem abaixo.

8ª imagem artigo fotografar estrelas Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit

Adeel Gondal

ISO

Comece mantendo o ISO a 1600, e aumente-o depois, dependendo de seus resultados. Lembre-se que quanto maior o ISO, mais ruído haverá em sua imagem. Embora isso dependa da proporção de sinal e ruído do corpo da câmera que você estiver usando. Corpos de câmeras de ponta ou até mesmo de novas câmeras de entrada ou semiprofissionais, tendem a produzir menos ruído com ISOs maiores do que as mais antigas, com mais de três anos mais ou menos.

Disparo do obturador

Você precisa ter um disparador remoto para evitar tremer a câmera enquanto fotografa. Se você não tiver um cabo/controle remoto para liberar o obturador, programe o timer  temporizador Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit  (ou temporizador) de seu equipamento para 2 ou 10 segundos em sua câmera. Isso irá minimizar qualquer borrão na imagem devido ao movimento da câmera.

Também é melhor desligar a sua a “Estabilização da Imagem”, já que a vibração dos motores pode fazer a imagem tremer também, o nosso VR na Nikon ou IS na Canon.

Foque a lente no infinito

A seguir, após ajustar todas essas configurações, a próxima coisa mais importante para fazer é focar sua lente no infinito. Como normalmente as lentes de Kits não possuem um marcador de infinito, nós usaremos valores de distância hiperfocal para focar a lente no infinito. Monte sua câmera em um tripé, e foque-a em qualquer objeto brilhante distante, a uma distância de 6 metros ou mais. Se você estiver no escuro e não tiver nada para focar, aponte uma lanterna para para alum ponto a uma distância de no mínimo 6 metros e ajude sua câmera a focar, e sim pode ser você o ponto para ela focar. Assim que a lente estiver focada além de 6 metros, sua distância hiperfocal irá se projetar no infinito, e suas estrelas ficarão precisas. Isso também ajudará a deixar tudo o que estiver no plano de fundo focado também.

Não se esqueça de mudar sua lente para M (Manual) após focar, ou então ela começará a procurar foco novamente quando o obturador for pressionado.

Se a sua lente não estiver focada no infinito, você irá capturar a Via Láctea, mas as estrelas não estarão tão precisas e parecerão maiores. O mesmo pode ocorrer se você usar uma velocidade maior do que a exigida, para não causar trilhas de estrelas. Um exemplo destes erros está aqui.

4ª imagem artigo fotografar estrelas Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit

Adeel Gondal

5ª imagem artigo fotografar estrelas Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit

Adeel Gondal

6ª imagem artigo fotografar estrelas Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit

Adeel Gondal

Recomendações

 

É melhor se sentar no escuro primeiro por pelo menos 15 minutos, para deixar seus olhos se ajustarem com os arredores. Isto o ajudará a ver muitas estrelas, e até mesmo a Via Láctea com o olho nu e também o ajudará a compor melhor as suas imagens. Apreciar seus arredores por um tempo é melhor do que apenas começar a fotografar assim que você chegar ao local.

Agora você está preparado para fotografar suas próprias estrelas. Com a ajuda da lente do kit, tenho certeza que conseguirá resultados suficiente para deixa-lo feliz, e impressionar seus amigos também. Você poderia até mesmo tentar unir fotos em um panorama para obter mais da Via Láctea em sua composição. A técnica é bem simples, basta fazer uma foto e em seguida virar um pouquinho pra direita sua câmera (no tripé, é claro) e fazer outra foto, depois pra esquerda, para alto e para baixo. Feita a sequência, carregue em um programa de edição e junte as imagens. No Photosho Cs6 e CC, por exemplo, existe a função Photomerge que você encontra em ‘Arquivo > Automatizar > Photomerge’, é bem intuitivo de usar e os resultados podem ser surpreendentes!

Pós-processamento

 

A primeira parte para um melhor pós-processamento é RAW. Sim! Sempre fotografe com RAW, pois isso fornecerá a você bastante espaço para o pós-processamento sem afetar a qualidade. Em segundo lugar, algum pós-processamento é sempre necessário para conseguir os resultados ideais.

Trilhas de estrelas

 

Se você estiver satisfeito com suas fotos, você pode avançar ainda mais para conseguir trilhas de estrelas. Apenas localize a estrela do norte no polo norte usando o aplicativo Star Chart e mantenha a estrela do norte (todas as estrelas giram ao redor desta estrela) em sua composição. Para trilhas de estrelas, todas as configurações da câmera continuarão as mesmas, exceto pelo fato que você pode aumentar a velocidade do obturador para 30 segundos, se você quiser.

Você pode usar velocidades do obturador mais rápidas (20 segundos ou mais rápido, se houver luzes na área e 30 segundos se você expor demais). Mantenha a câmera em modo de disparo contínuo e deixe-a fotografar com o máximo de exposições possível. Quanto mais imagens você tiver, mais claras serão suas trilhas de estrelas. Mais tarde, você pode juntar todas as exposições no Photoshop ou usar algum software de trilhas de estrelas para criar trilhas de estrelas.

Assim que você conseguir capturar a Via Láctea, tente incluir objetos no plano de fundo para obter melhores composições.

9ª imagem artigo fotografar estrelas Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit

© Adeel Gondal

Gostou? Já tem uma foto das estrelas? Então compartilhe sua foto com a gente nos comentários, veja aqui como inserir uma imagem em qualquer comentário dos artigos do site, vai ser um prazer conhecer seus resultados!

Abraços estelares,

AssinaturaPosts  Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit

Imagem em destaque: estrelas nas montanhas via shutterstok
Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit 4.96/5 (99.29%) 113 votes
pixel Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background


Simxer é autora e fundadora do Foto Dicas Brasil e Fotógrafa profissional há mais de 15 anos. É empreendedora e apaixonada pelo que faz. Autora dos Best Sellers “Fotometria Simples – Você no Controle da Luz” e “Nikon ou Canon, câmera profissional ou semiprofissional? Aprenda a decidir você mesmo”, se orgulha de ministrar o melhor e mais completo curso online de fotografia para Iniciantes, o “Curso Online Fotografia Profissional para Amadores”, que conta com fotógrafos iniciantes de vários países além do Brasil como Portugal, Estados Unidos, Japão e África. E está sempre em busca de despertar a sua paixão pela fotografia em outras pessoas e aprender com outros apaixonados!

70 Comments
  • Melhores Ângulos

    Simxer, ótima postagem, parabéns! Vou praticar hoje a noite. Onde você ministra o workshop? Estou interessada.

    • Oi (você não disse seu nome) 🙂

      Estamos finalizando o Curso Online, e acredito que mês que vêm estaremos lançando uma data, ok? Ele é ministrado aqui no Rio de Janeiro.

      Abraços,
      Simxer

  • Desde que comprei minha câmera, venho tentando tirar uma foto da via láctea, estou melhorando a cada foto e com essas dicas, vai me ajudar ainda mais. Seu livro me ajudou bastante e melhorei muito as minhas fotos.

    • Que bom Sandro, fico feliz em saber!! Não se esqueça de compartilhar uma foto quando atingir o resultado que está buscando!

      Grande abraço,
      Simxer

  • nossa sempre queria fazer fotos das estrelas e da lua ,mas nunca consegui,pois pensei que precisaria de lentes mais fortes,como tenho uma lente do kit como a 18-55 mm,vou tentar fazer só pra ver como fica,obrigado pelas dicas.

    Angelo de Oliveira Assis.

    • Isso aí Angelo!! Tenho certeza que seguindo as dicas, você vai conseguir resultados legais! Quando quiser, compartilhe!

      Abraços,
      Simxer

  • Parabéns Simxer! Exposição didática, clara e realmente útil. Vou experimentar suas dicas estelares, assim que for possível! Grato

  • ótimo artigo! Aliás, não me lembro de ter lido um artigo seu que não fosse bom… Aprendo muito por aqui! Obrigada, Simxer. Vou testar as dicas em breve.

    Beijos!

  • Excelente artigo! Louca pra pegar a minha câmera e fazer fotos de constelações.

    Vou ao Atacama na semana que vem e será uma ótima oportunidade.

    Agora ficou uma grande dúvida, como focar no infinito com uma lente do kit?

    Grande abraço e parabéns pelo site que tem muito me ajudado!

    • Oi Livia, Atacama? Grande oportunidade de fotos incríveis!

      Quanto ao foco, eu dou a dica no artigo, use uma lanterna para ajudar a câmera focar ema alguma coisa a mais ou menos 6 metros de distância, e se não tiver nada, seja você o que ela focará, depois passe para o modo manual (a lente).

      Abraços,
      Simxer

  • Gostei do post… bem explicadinho..direitinho….. continue assim..sempre bom ver colaborções….pessoas dispostas a colaborar e passarem seu conheciemnto. Segue uma foto que fiz

    • Obrigada George! Que bom que esta foto irá aparecer diretamente e como disse antes, adorei a foto e a composição!

      Abraços,
      Simxer

  • Simxer, querida professora, de quando em vez, você nos brinda com pérolas dos conhecimento fotográfico.Só me resta apreciar e absorver avidamente estes pequenos fragmentos de conhecimento. Agradecer é tudo que nos resta…..meu muito obrigado por tua generosa participação em nosso crescimento profissional.

    Cordialmente, izon

    • Obrigada Izon!! É um incentivo e tanto saber que existem pessoas em aprender fotografia. Obrigada pelo generoso comentário!

      Abraços,
      Simxer

  • como sempre… estupendas suas dicas. verdadeiras aulas. obrigado!!!

  • Gostei do post… bem explicadinho..direitinho….. continue assim..sempre bom ver colaborções….pessoas dispostas a colaborar e passarem seu conheciemnto. Segue uma foto que fiz: https://flic.kr/p/qWtLcJ

  • Serafín Fernández

    Cara Simxer, muito boa dica, como sempre.

    Para empolgar ainda mais a fotografar o Céu segue a seguir uma dica para a noite do dia 30/06/2015:

    Vênus, Júpiter e a Lua Crescente.

    Vênus e Júpiter continuam a se mover juntos cada noite no caminho para seu encontro mais próximo em 30 de junho de 2015.

    Este fim de semana os dois planetas ainda estão 6º separados, mas fotógrafos podem obter a sua melhor oportunidade de foto durante este conjunto como os dois planetas unidos por uma fina lua crescente no céu ocidental depois do por do sol.

    Vênus e Júpiter formar uma linha reta com a estrela branca brilhante Regulus, na constelação Leo para o leste, enquanto Castor e Pollux em Gêmeos para o oeste.

    Então, fica a dica e Boas fotos para todos!

    • Agora a aula foi sua!! Excelente dica para todos! Vou inclusive publicar nos comentários do artigo no Facebook, assim aumentamos as chances de fotos incríveis.

      Valeu mesmo!

      Grande abraço,
      Simxer

      • Serafín Fernández

        Cara Simxer, muito obrigado! Um comentário desses vindo de Você me deixa envaidecido! Mais o mérito original da informação é de um Site sobre Astronomia do qual sou seguidor. http://cosmicpursuits.com/228/venus-jupiter-the-m
        Se ainda interessar mais uma informação dia 21 de junho é o Solsticio que marca o início do inverno no hesmiferio Sul.
        Mais uma vez Muito Obrigado!

        PS. Curto todos os seus Post os quais estão me ajudando e muito em melhorar a qualidade das minhas fotos e espero um dia participar num de seus Cursos.
        Sem querer abusar e tiver tempo, por favor de uma olhada em: http://www.viewbug.com/member/Serafus http://www.wikiaves.com.br/midias.php?t=u&u=1

        • Oi Serafín, interessa sim!
          Valeu por compartilhar, tenho certeza que será útil!

          Eu vi as fotos e gostei muito, nota-se que você tem bastante paciência, e tem algumas com ótimos enquadramentos. Minha única dica é que você diminua um pouquinho da pós-produção, que é algo muito natural que a gente "não exergue" muito no início que poderia ser menos, eu mesmo tenho muitas fotos que hoje em dia faria bem mais leves :), mas é só um pequeno detalhe que não diminui em nada os seus resultados!! Parabéns!!

          Grande abraço,
          Simxer

  • Excelente postagem…boa explicação…. já faço essa foto e acho os resultados ótimo… a primeira que fiz fiquei extasiado..muito lindo….
    <img src="https://c1.staticflickr.com/9/8612/16369069936_31aff6ef6b_z.jpg&quot; width="640" height="426" alt="filme (71)">

  • Simxer, excelente post!

    é muito bom para desmistificar a relação equipamento X resultado final das fotos. Lógico que com lentes e equipamentos de ponta, conseguiremos melhores resultaos de nitidez e ISo com menos ruidos, mas nada pode substituir os olhos e a tecnica.

    Abraço!

  • Muito bom!

  • Uma dica para não precisar passar a lente para o modo "M" é usar o botão de autofoco na parte de trás da câmera.

    Para quem tem Canon é programar o autofoco para o botão "*", que normalmente faz a trava ou bloqueio de exposição. O manual explica como fazer isso.

    Nas Nikon parece que tem um botão AF-On que pode ser programado para ser o único modo de acionar o auto-foco (em vez de usar shutter+AF-On, usar só AF-On).

    Aliás, parece que usar o autofoco separado do disparador é uma técnica usada por muitos fotógrafos.

  • Mais "explicadin" que isso, im-pos-sí-vel…

  • Perfeito artigo, vou buscar um lugar para fazer minha primeira foto de estrelas!
    Parabéns !!!!

  • Simxer, perfeito artigo.
    eu tenho esta lente no meu kit t3, posso colocar uma lente 70-200 neste corpo ?
    Outra coisa, eu vou conseguir umá foto de estrela legal com este lente?

    • Oi Mariel, você já tem a 70-200mm, certo? Sim, pode colocar, seria mais legal a 18-55mm por ter um ângulo bem maior que a 70… Mas sim, você consegue ótimas fotos com essa lente, precisa de preferência estar em um lugar amplo. Faça enquadramentos diferentes e teste o melhor resultado.

      Abraços,
      Simxer

  • Simxer, já tava me programando pra fazer umas fotos destas.
    Vou passar o São João na Chapada Diamantina – Bahia.
    Pretendo fazer umas fotos pegando o Morro do Pai Inácio ou Morro do camelo.
    Otimo ( como sempre ) post.

  • Norbert Waage Jr.

    Ótimo artigo!
    Sabia que existia alguma regra para calcular o tempo máximo de exposição, mas não lembrava como era!
    Na tentativa e erro, fiz esta:
    <img src="https://c1.staticflickr.com/1/278/18354124628_1f194730a2.jpg&quot; width="500" height="333" alt="Via Láctea">

    • Você quer dizer entre acertos você fez essa!!! Ficou show, parabéns!

      Abraços,
      Simxer

    • Parabéns pela foto, fiz uma quase igual, eu só queria saber que aglomeração é esta, qual nome se da a isso, é apenas nossa via láctea ? cinturão de ? tenho lido artigos, visto fotos deste mesmo aglomerado, e ninguém diz o nome disso, rumo disso, alguma orientaçao do que está sendo mostrado, rrsrs abraço

  • Olá… adoro suas dicas, sempre de uma maneira bem simples mas muito objetiva!
    Não tenho foto da Via Láctea, mas gostaria de compartilhar uma que fiz da Aurora Boreal, em que fiz todos os passos do post. Para complementar, gostaria de dar a dica de encontrar o infinito da lente ANTES de ir para a escuridão. Ou seja, teste em casa a lente, e, se possível, faça a marcação com uma fita – como no meu caso – pois as lentes do kit não vem com a marcação do foco infinito. Um forte abraço e espero poder participar em breve de algum curso seu no Rio de Janeiro 🙂

    <img src="https://c4.staticflickr.com/8/7737/17430276309_b63a722b4e_z.jpg&quot; width="640" height="427" alt="13052015-IMG_4083">

    • UAU!!! Sen-sa-cio-nal!! Deve ser uma emoção incrível!

      A dica é mais que bem vinda Ana! Tenho certeza que vai facilitar em muito.

      Vou lançar um Workshop em breve 😉

      Grande abraço,
      Simxer

  • Encontrei outra com mais estrelas- mas também foi com lente do kit, tirada com uma Canon T5.

    🙂

    <img src="https://c4.staticflickr.com/8/7729/17430339499_fcf9a5497c_z.jpg&quot; width="640" height="427" alt="13052015-IMG_4054">

    • Poxa, esse tipo de resultados incríveis com câmeras de entrada são extremamente motivadoras para os leitores, essa foto é a síntese do que acredito. Parabéns por suas habilidades!!

      Abraços,
      Simxer

  • Como sempre, excelentes observações e dicas suas com detalhamento de quem realmente gosta e quer ajudar. Muito raro isso…Ainda não busquei registrar uma foto assim, mas já me interessou.

  • Simxer quero agradecer demais, venho tentando fazer fotos de estrelas a bastante tempo mais não estava acertando o tempo de abertura e o ISO. Muito obrigado mesmo, agora preciso encontrar um lugar legal aqui no Rio de Janeiro. A Praia da brisa tem Pinheiros legais, mas logo atras deles tem lâmpadas muito forte. Como eu moro em Sepetiba acho que é o melhor lugar por enquanto.

  • SIMXER, Parabéns pelas dicas, queria saber se essa tabela dos 500 e valida para todas as lentes? pois possuo as lentes 18 X 55, 18 X 135, 28 x 135, 70 x 300 , essa ultima tentei fazer fotos dos planetas venus e jupiter nesta data de 28.06.2015 e da Lua, mas não saiu boa, não sei se foi por causa da forte luminosidade da lua. E por azar meu, no trocar de lente deixei a 18 X 55 em cima do carro , dai adivinha o que me aconteceu….rsrsr, adquirir o Fotometria e achei espetacular, Parabens pelo trabalho. Estou te acompanhando nos demias documentarios.
    gostaria de lhe enviar as fotos para que desse uma olhada, mas vejo que por aqui nao tem como.

    • Oi Geraldo, sim a regra dos 500 é pra qualquer lente, ela está diretamente ligada à velocidade da câmera.

      Fico muito feliz que tenha gostado do meu ebook Fotometria Simples :)))

      Quanto às fotos, você não usa o Flikr?? Pode me enviar pelo contato@fotodicasbrasil.com.br, mas não deixe de escrever que combinou comigo, senão vão pedir pra você escrever em algum comentário 🙂

      Aguardo suas fotos e obrigada pelo comentário!

      Abraços,
      Simxer

  • Na Regra 500, no texto tem um exemplo de distancia focal de 18mm, então fica 500/18 = 19.
    É assim que está no texto mas, matematicamente 500/18 é igual a 27,77777
    ?????? NÃO ENTENDI ????

    • Oi José, no texto está escrito que a tabela é de 500 dividido pela distância focal e o RESULTADO é em segundos, ou seja, ela está pronta. Uma lente 18mm da Nikon x 1,5 = 27mm. Na tabela você tem o resultado de 500 dividido por 27 = 18,51, que foi arredondado para 19 segundos!

      Abraços,
      Simxer

  • Olá, bom dia!

    Seu artigo é muito interessante e rico em detalhes pra quem almeja fazer boas fotos noturnas, porém um detalhe me chamou a atenção e eu devo estar comendo barriga de forma que ainda não consegui visualizar a situação. Na tabela do cálculo dos 500 você divide pela distância focal da lente em questão, e lá você disse pra levar em consideração o fator crop, pois bem, poderia me explicar como é feito?

    Como o fator crop da Nikon é 1.5, entendo que 18mm com o fator de corte, seriam 27mm ou estou enganado? Apenas por esse detalhe não entendi a tabela. Desde já agradeço.

    • Não está enganado na sua conta, mas a leitura da tabela é em segundos, ou seja, uma lente 18mm da Nikon x 1,5 = 27mm. Na tabela você tem o resultado de 500 dividido por 27 = 18,51 (arredondado para 19 segundos)! A tabela já está pronta a resposta do tempo em segundos para essas distâncias focais, tanto para full frame e cropadas.

      Espero ter respondido de forma clara.

      Abraços,
      Simxer

  • Olá! Somos iniciantes na fotografia, mas suas dicas foram tão boas que ficamos muito felizes com o resultado da nossa filha Canon T3 :))))
    Muito obrigada http://s32.postimg.org/5ekfi8uv9/estrelas0505.jpg

  • nilton fernandes

    Muito bom seu texto, bem explicado para os leigos, que estão começando como eu , parabéns e muito obrigado.

  • Ótimas dicas. Em que lugar do RJ foram feitas essas fotos? Gostaria de conhecer algum lugar que tenha essa visão do céu.

    • Várias cidades do Estado do Rio é possível conseguir um céu bom de se fotografar, mas tenho vários alunos que me enviam foto aqui da cidade mesmo com bons resultados, vale tentar!

      Abraços,
      Simxer

  • Excelentes dicas. Comprei uma Canon 100D com lente 18-55mm IS STM, há 3 dias e já comecei com efeito 'véu de noiva", congelamento de imagem, fundo desfocado etc. Meu próximo passo será registrar as estrelas. Seu passo-a-passo está muito mastigado, incrível! Só fiquei com dúvida com relação ao visor (viewfinder). Você julga necessário tapá-lo com a borrachinha que fica presa na correia, para impedir a entrada de luz? Obrigado desde já.

    • Sim Daniel, porque senão pode haver entrada de luz e nós não queremos isso! Fico feliz que os meus artigos estejam te ajudando, valeu pelo feedback!Abraços, Simxer ​

  • Ola,
    preciso que me explique como faz esse calculo de regra 500 dividido pra 18 é igual a 19?
    pois 500 dividido pra 18 é igual a 27,77777.

    • Oi Josival. Lente 18mm da Nikon (fator de corte de 1,5) = 18 x 1,5 = 27mm, e para essa milimetragem (500 dividido por 27 = 18,51, arredondando dá 19!)A tabel está pronta pra uso, pra facilitar a vida de quem tem essas milimetragens ;)Abraços, Simxer ​

  • LucasFilho-40photos

    Não entendi… na explicação temos:
    "Por exemplo, digamos que você está fotografando com uma câmera cropada, com uma lente na distância focal de 18mm. Então, 500 ÷ 18 = 19 segundos […]"

    Mas, 500/18= 27,777… (?)

    • Oi Lucas, vou reproduzir a explicação que dei para o José Santos, veja se ainda reata alguma dúvida.

      "… Oi José, no texto está escrito que a tabela é de 500 dividido pela distância focal e o RESULTADO é em segundos, ou seja, ela está pronta. Uma lente 18mm da Nikon x 1,5 = 27mm. Na tabela você tem o resultado de 500 dividido por 27 = 18,51, que foi arredondado para 19 segundos!"

      Abraços,
      Simxer

Leave a Reply

— required *

— required *

Powered by Foto Dicas Brasil.

DOWNLOAD GRÁTIS

Se inscreva na melhor lista de Fotografia, e baixe agora mesmo o Guia com "Dicas de Fotometria" e as "Melhores Dicas Fotográficas", para Imprimir e Levar Sempre com Você!