Introdução à fotografia de comida

Introdução à fotografia de comida

Texto: Darren Rowse

Interessado em aprender sobre Fotografia de Alimentos? Continue lendo para algumas dicas iniciais.

Visite qualquer livraria e vá para a seção de livros de culinária e você ficará sobrecarregado com a quantidade de livros cheios de receitas deliciosas acompanhadas por uma fotografia maravilhosa das receitas descritas.

Pilhas de vegetais coloridos banhados com molhos saborosos em um prato branco bem limpo com uma mesa arrumada e brilhante – você sabe do que eu estou falando. Às vezes a fotografia é quase o verdadeiro foco do livro, com as receitas ficando em segundo plano.

Mas como você fotografa comidas e consegue resultados tão bons?

Introdução à fotografia de comida

1. Luz

Trate a comida que

você está fotografando como você trataria qualquer outro objeto imóvel e certifique-se de que ela está bem iluminada. Muitos dos exemplos ruins de fotografias de comidas que eu encontrei ao pesquisar para este artigo poderiam ser melhorados drasticamente com uma iluminação adequada. Um dos melhores locais para fotografar comidas é próximo de uma janela onde haja bastante luz natural – talvez com o apoio de um flash vindo do teto ou de uma parede para dar mais equilíbrio à luz e tirar as sombras. Esta luz do dia ajuda a manter a comida com aparência mais natural.

2. Acessórios

Introdução à fotografia de comida

Preste atenção não só na disposição da comida em si, mas no contexto em que você a coloca, incluindo o prato ou tigela e qualquer coisa na mesa em volta dela. Não deixe a foto confusa com uma mesa cheia de acessórios, mas considere colocar um ou dois elementos extras, como um copo, garfo, flor ou guardanapo. Esses elementos muitas vezes podem ser colocados em posições secundárias no primeiro ou segundo plano de sua foto.

3. Seja Rápido

A comida não mantem o seu visual apetitoso por muito tempo, então como fotógrafo, você precisará estar preparado e ser capaz de fotografá-la rapidamente após ela ser preparada, antes que ela derreta, desabe, murche e/ou mude de cor. Isso significa que você precisa estar preparado e que você deve saber o que você quer fazer antes da comida chegar. Uma estratégia que algumas pessoas usam é deixar a foto com os acessórios preparados antes que a comida fique pronta e colocar um prato modelo para deixar a sua exposição do jeito certo. Então, quando a comida estiver pronta, você só precisa trocar o prato modelo pelo verdadeiro e você já estará pronto para tirar suas fotos.

4. Estilize-a

A forma como a comida é apresentada no prato é tão importante como a forma que você a fotografa. Preste atenção no equilíbrio da comida em uma foto (cores, formas, etc.) e deixe-a na posição correta (use linhas guias e a regra dos terços para ajuda-lo a visualizar o prato). Uma das melhores maneiras de aprender é pegar alguns livros de receitas e ver como os profissionais fazem.

Introdução à fotografia de comida

5. Melhore-a

Uma dica que um fotógrafo me deu na semana passada, quando eu disse que eu estava escrevendo isto, foi sempre ter um pouco de óleo vegetal com você e pincelá-lo sobre a comida para fazê-la brilhar em suas fotos.

6. Fotografe de Baixo

Introdução à fotografia de comida

Um erro que muitos fotógrafos de comidas iniciantes cometem é de tirar fotos de um prato diretamente de cima. Embora isso possa funcionar em algumas circunstâncias – na maioria doas casos você terá uma melhor foto fotografando mais baixo, quase no nível do prato (ou levemente acima dele).

7. Macro

Focar bastante em apenas uma parte do prato pode ser uma maneira efetiva de destacar os seus diferentes elementos.

Introdução à fotografia de comida

Uma das minhas zilhões de fotos de docinhos 🙂 © Simxer

8. Vapor

Introdução à fotografia de comida

Fazer vapor subir de sua comida pode dar uma sensação de “recém-cozida” que alguns fotógrafos gostam. É claro que isso pode ser difícil de conseguir naturalmente. Eu falei com um estilista de comida alguns anos atrás que me disse que eles adicionavam vapor com várias estratégias artificiais, incluindo esquentar bolas de algodão encharcadas com água no micro-ondas e coloca-las atrás da comida. Isto provavelmente é um pouco avançado para a maioria de nós – porém, eu achei um truque interessante, então eu resolvi inclui-lo.

Eu tenho certeza que os leitores terão muito mais dicas para fotografar comidas – sintam-se livres para adicionar as suas dicas nos comentários abaixo!

Nota da Simxer:

Eu gostei muito deste texto justamente pela simplicidade de dicas que por si só já fazem uma boa diferença. Minha experiência com fotografias de comidas, são com os milhares de  doces de festas de casamentos que já fiz, aliás, fazendo uma busca para imagens deste artigo eu consegui perceber que usei muitas destas dicas! Eu sei que existem muitas técnicas mais avançadas e curiosidades do tema e irei  falar em outra ocasião, não deixe de acompanhar! 

E por último, quero deixar um vídeo que ficou muito famoso e que, mesmo em inglês, vai te ajudar a ver as possibilidades desta categoria fotográfica. O vídeo foi feito pela Diretora de marketing do McDonald’s  do Canadá em resposta a uma cliente que queria saber porque a comida nas propagandas parece diferente da encontrada na loja 😉

Eis a resposta McDonald’s:

Deixe  sua impressão e dicas de como você fotografa suas comidas, incluindo aquelas que você  coloca no Instagram 🙂

       Até a próxima!

Assinatura Simxer - Autora do Foto Dicas Brasil

Texto original aqui

*Todos os artigos do Foto Dicas Brasil, são originais e exclusivos! Mas de vez em quando eu me deparo com ótimos textos sobre fotografia pela internet, textos que eu gostaria de ter escrito, por isso abri essa sessão para a tradução de textos, e às vezes no máximo uma adaptação à nossa realidade, mas estará sempre em destaque quando eu fizer isso, e você sempre terá a opção de ler o artigo no original, com o devido crédito para o autor. Espero que gostem!

Macro, dicas e inspirações

Macro, dicas e inspirações

Hoje nossas dicas são para você aprender um pouco mais sobre as fotografias macro. Como já citamos anteriormente, as fotos macro são ideais para você captar imagens melhores de cenas pequenas, como insetos e flores. Por isso, fique atento e aprenda mais como aperfeiçoar a técnica e faça fotos maravilhosas, sem perder nenhum detalhe!

Nas câmeras, para fotografar no modo de cena macro estão simbolizadas por uma flor. Selecionando este modo, você poderá captar o objeto ou pessoa mais de perto, por isso também é chamado modo close – up, dando aquele close na imagem mesmo. Para isso, o foco é ajustado e os detalhes são melhores, mais captados.

Macro, dicas e inspirações

O ideal é, ao comprar um equipamento, seja ele para uso amador ou profissional, que você leia o manual e aprenda sobre o manuseio do material. Câmeras mais profissionais vem como lentes especiais para fotos macro, mas você precisa saber um pouco antes de sair fotografando por aí, para não perder aquele dinheiro que investiu.

Uso de tripés

Se você não possui tripé ainda, para melhoras suas fotos macro nós recomendados a compra de um. Ele garante que a foto não saia borrada, seja por pequenos movimentos, como a respiração ou tremor do braço na captura, firmando seus movimentos, mas também melhora o foco da imagem, melhorando a nitidez da fotografia, se estiver na dúvida, leia o artigo “Tripés, tipos e usos”.

Flash habilitado

Para melhorar suas fotografias macro, habilite o flash. Essa luz extra, combinada com a luz natural do ambiente externo, ajuda a “congelar” o assunto da foto, possibilitando ao fotógrafo menos tempo de exposição. Se a luz natural não for suficiente, o flash fará com que a fotografia saia sem sombras, o que é adequado em fotos macro. Você também pode fazer uso de difusores de flash ou rebatedores, para melhorar a qualidade da fotografia. Existe um específico para isso, o Flash anelar para macro, descrito no artigo “Tipos de flash de câmera”.

Macro, dicas e inspirações

Foco manual

Em uma fotografia macro, especialmente as de insetos, não podemos perder tempo, o objeto a ser capturado pode se movimentar e perdemos a chance de uma boa foto. Por isso, trabalhamos com baixa profundidade de campo e ajuste de foco manual.

Abertura do diafragma

Você deve ajustar as configurações manualmente, para obter a melhor fotografia macro possível. Defina a abertura do diafragma para ajustar a profundidade de campo. O ideal é que a profundidade de campo seja pequena, desfocando o que está ao redor e ressaltando a imagem da frente, que é o que você deseja destacar. Por isso, a abertura do diafragma deve ser grande.

Equipamentos adequados para profissionais

Se você não se contenta em ajustar as configurações de sua câmera apenas selecionando o modo flor, pode investir na compra de equipamentos para profissionais. Abaixo, listamos os produtos que você pode comprar e aperfeiçoar a sua técnica.

Equipamentos para fotografar macro

* Lente invertida

* Anéis de macro (para juntar 2 lentes)

* Filtros Close-Up

* Tubos e foles para macrofotografia

* Lentes específicas para macro fotografia

* Flash de macro

Você pode adquirir apenas um ou todos esses materiais, depende de quanto você deseja investir. Há produtos para todos os gostos e bolsos e aí fica ao seu critério.

Alguns equipamentos desses que nós citamos podem ser adaptados e você poderá fazer boas fotos macro sem o uso deles. Vamos lá?

Luz:

Essa é fácil, para melhorar a iluminação, sempre faça suas fotos macro à luz do dia. Nossa dica é que elas sejam feitam em local com alguma sombra, evitando a luz direta.

Lente invertida:

Você pode adaptar a sua lente, dispensando o uso de lentes mais sofisticadas e com custo bem mais elevado. Nossa super dica é a inversão da lente, a que você já usa diariamente. Basta você inverter a lente na câmera, colocando – a de cabeça para baixo. Maluco isso? Pode até ser, mas temos uma boa justificativa! Com a lente invertida, você pode controlar o foco pela própria lente. É uma técnica que requer prática, já que não permite o rosqueamento da lente na câmera e você talvez precise de um pouco de persistência para o aprendizado. Mas, depois você verá que valeu a pena, quando tiver mais experiência e verificar o resultado das fotos.

Essa técnica é perfeita, pois você melhora os resultados sem gastar nada mais com isso. E o melhor: se você preferir, existem no mercado adaptadores para encaixe de lentes invertidas, de forma que com eles você pode controlar a abertura da lente.

Captar uma boa fotografia macro faz toda a diferença. Por este modo de cena, conseguimos ver detalhes que nas fotos normais não conseguimos ver, como rachaduras e poros.

São muito utilizadas em fotografias para os cursos de ciências biológicas em geral, retratando insetos, fungos e plantas. As aulas de botânica ficam muito mais interessantes se forem apresentadas fotos de flores no modo macro.  E também temos as fotos de vírus e bactérias como a simpática daí debaixo.

Macro, dicas e inspirações

E como podem ver, são muito úteis e vale o investimento!

Ah, eu sei que muitas vezes a expectativa é uma e o resultado é outro, como nesta linda demonstração de joaninhas, onde a expectativa é do fotógrafo Ondrej Pakan  (que eu falo mais abaixo) e a “realidade” é minha! Hahaha, mas não se intimide, a pesar desta foto ter sido feito com uma lente 28-135mm (não é macro), na época eu bem que fiquei feliz, o importante é tentar e praticar!

[baslider name=”Joaninha”]

passe o mouse para direita e esquerda para ver as imagens completas

Como inspirações, temos o trabalho do fotógrafo britânico Slinkachu que ficou famoso por abandonar bonecos de homens, mulheres e crianças em miniatura nas ruas de grandes cidades. No seu site tem mais fotos deste projeto, algumas um pouco polêmicas.

Macro, dicas e inspirações

©Slinkachu

E o fotógrafo eslovaco Ondrej Pakan elevou a fotografia macro a outro nível e além das suas fotos de insetos sensacionais, ele capturou um série de imagens feitas com insetos molhados! As fotografias foram produzidas durante ou após a chuva, o que permitiu que ele os registrasse cobertos de minúsculas gotas de água. E o resultado é impressionante, conhecer seu trabalho é obrigatório pra quem gosta de fotografia macro, veja aqui.

Macro, dicas e inspirações

©Ondrej Pakan

E por último o fotógrafo alemão Markus Reugels que trabalha com macrofotografia e com highspeed para capturar impressionantes imagens de gotas d’água no projeto Liquid Art.

Macro, dicas e inspirações

©Markus Reugels

Bom, se você já nos curtiu no facebook, onde estamos colocando notícias e referências fotográficas pra te inspirar, ótimo! Mas não deixe de assinar nossa Newsletter aqui embaixo, assim você não perde nenhuma atualização aqui do site.

      Até a próxima!

Assinatura Simxer - Autora do Foto Dicas Brasil

Imagem destacada: ©Ondrej Pakan