3 Motivos Para Controlar o Seu Flash e 10 Modos de Fazer Isso

3 Motivos Para Controlar o Seu Flash e 10 Modos de Fazer Isso

Um dos assuntos mais pedidos aqui no Foto Dicas Brasil é sobre flash, pra quem está iniciando é muitas vezes um motivo de grande angústia já que cada vez mais eles possuem muitas regulagens e isso confunde bastante.

E encontrei um artigo da Elizabeth Halford que gostei muito porque explica de maneira simples alguns pontos importantes sobre o flash, então resolvi traduzir e disponibilizar aqui no site.

Mas antes de passar ao artigo quero deixar claro três observações que precisam ser levadas SEMPRE em consideração.

Primeira: o TTL

A primeira, que a maioria dos flashes possuem uma tecnologia chamada TTL (Through-the-Lens) ou simplesmente (através das lentes). Você também vai encontrar a denominação ETTL, e neste caso é “E” de eletronic.

Como o TTL funciona?

A maior facilidade do TTL pode se tornar uma pegadinha, porque o que ele faz é simplesmente enviar um pré-flash que mede a luz necessária para iluminar o objeto, e essa medição está diretamente ligada a configuração da sua câmera (abertura x Velocidade ISO), e muitas vezes ficamos compensando a fotometria para ganhar mais luz ou menos luz, só que o flash também compensa a luz que estamos tentando ganhar ou perder. Ou problema comum é usar o TTL em cenas dominadas por branco, que o flash acaba jogando pouca luz, ou cenas dominadas por preto, que o flash acaba compensando com muita luz. Por isso é importante que você consiga minimamente configurá-lo no modo manual dele. Darei mais dicas durante o texto. E se você não tiver o manual do seu flash, pode ser que você o encontre o aqui no nosso “Banco colaborativo de Manuais”.

Segunda: lentes escuras

A segunda, é que ainda não é uma realidade pra quem está começando e normalmente ainda com equipamentos não profissionais e lentes escuras (de aberturas f/3.5, por exemplo) fotografarem sem um flash externo, digamos que ele seja um “mal” necessário, já que muitas vezes as mesmas fotos feitas com lentes bem claras (f/2.8 ou f/1.8) possuem resultados melhores e mais naturais. Mas ainda assim o uso dele pode ser muito bom se seguir nossas dicas 😉

Terceira: ETTL embutido

A terceira, é que se você possui uma câmera, como por exemplo, qualquer modelo da Nikon acima da D5200 (incluindo ela), você já tem a tecnologia ETTL embutida no flash pop-up, portanto utilize-a!

Quarta: fotometria

E por último, mas não menos importante, quando resolvi escrever o meu ebook “Fotometria Simples – Você no controle da luz”, foi justamente pensando na VITAL importância de dominar a fotometria pra que você possa usar o flash quando realmente for necessário e indispensável, porque se você souber configurar sua máquina para garantir a luz correta, o flash será sempre um aliado, e você poderá usá-lo com mais segurança.

Agora vamos ao artigo que traduzi, as minhas interações que estarão em destaque. Lembrando que mantenho os links originais, mesmo que às vezes não estejam disponíveis para venda no Brasil, a título de você conhecer mais opções!

Espero que goste!

3 Motivos Para Controlar o Seu Flash e 10 Modos de Fazer Isso

Há muitos modos diferentes para alterar a luz que sai de suas unidades internas e externas do flash e muitos motivos diferentes para você fazer isso. Pessoalmente, eu não gosto do visual do flash automático e até mesmo do flash externo quando ele está voltado diretamente para o motivo da minha foto, e eu estou sempre procurando por modos não usá-los.

{Motivos para alterar o seu flash}

 

  1. Para criar um brilho nos olhos.
  2. Para difundir a dureza da luz natural.
  3. Para manter uma atmosfera no ambiente onde você está fotografando. Por exemplo, assim que você introduzir um flash em uma adorável atmosfera de festa, normalmente ele acaba com esta atmosfera.

 

{Modos de alterar e controlar o seu flash}

 

  1. Primeiro e mais importante, o modo mais simples de lidar com o seu flash é diminuindo a sua potência. Em um flash externo, você pode diminuir a potência se você precisar introduzir só um pouco de luz adicional e não uma explosão com força total. Brinque com isso e veja aonde isto o leva.

 

Nota da Simxer:

A maioria dos flash externos permitem que você diminua sua potência ou aumente, isto é extremamente útil porque em muitas situações que eu descrevi antes como, por exemplo, estar lidando com cenas com muito branco, ou muito preto, ajustar manualmente a quantidade de luz poderá ser a melhor solução, lembre-se que sua máquina pode interpretar muitas coisas certas pra você, mas ela pode errar muitas outras, confie nos seus olhos.

E como fazer esse ajuste?

Vou utilizar como exemplo o ajuste de nível de flash da Nikon SB900, que é um flash muito popular entre os alunos do meu workshop.

Ele está na página dos nossos manuais, mas você pode baixá-lo diretamente aqui e a página é a D-16.

Flash-SB900-Modo-Manual-do-Artigo-3-Motivos-Para-Controlar-o-Seu-Flash-e-10-Modos-de-Fazer-Isso

Você pode perceber que não é tão difícil fazer o ajuste, aliás em nenhum deles é muito complicado e claro que como sempre, basta dar uma olhada no seu manual 😉

Fim da Nota da Simxer

  1. Você pode rebater o seu flash externo em tetos ou paredes próximas. Isto irá espalhar a luz e mudar a direção de onde ela está vindo.
  2. Muitos fotógrafos usam o truque do cartão de negócios para criar brilhos nos olhos de seus alvos, e muitos flashes externos mais novos agora vêm com um painel de “brilho nos olhos” acoplado. Mas isto não faz nada para difundir ou diminuir a potência e ele não afeta a distribuição da luz. Apenas saiba o que os truques fazem para que você possa escolher qual deles utilizar para cada cenário diferente. E caso você não saiba do que eu estou falando, o ‘truque do cartão de negócios’ é onde você usa um elástico para prender um cartão de negócios branco em cima de seu flash para criar pequenos reflexos brancos (brilhos) nos olhos de seus alvos.

 

Nota da Simxer

 difusor carta do Artigo Faça você mesmo, DIY ou gambiarras fotográficas - Foto Dicas Brasil

O truque do cartão é parecido com a imagem aí de cima e faz parte do artigo “Faça você mesmo, DIY ou gambiarras fotográficas”.

E o resultado esperado é como de qualquer fonte de luz refletida, e isto inclui janelas e flashes de estúdio por exemplo:

 Catchlight-do-Artigo-3-Motivos-Para-Controlar-o-Seu-Flash-e-10-Modos-de-Fazer-Isso

Fim da Nota da Simxer

  1. Flashes externos normalmente possuem pequenas telas claras que saem da unidade. Isto é chamado de ‘painel embutido’ e é usado para aumentar o alcance da luz que sai dele. Diferente do que muitos pensam, ele não é um difusor e deve ser usado com lentes de ângulo bem extensos (de até 15mm quando usados em uma Canon 580ex, por exemplo). Isto significa que o flash não irá se focar apenas no centro da imagem.Painel-embutido-do-Artigo-3-Motivos-Para-Controlar-o-Seu-Flash-e-10-Modos-de-Fazer-Isso
  2. Ao pesquisar por diferentes métodos para esta postagem, eu descobri estes pequenos aparatos refletores que parecem uma maneira decente de conseguir um pouco mais de controle sobre o flash da sua câmera.

 

Nota da Simxer

A indicação é desses pequenos refletores que vendem na B&H, vou deixar o link pra você conhecer, mas você pode baixar um template gratuito de rebatedor de flash na nossa seção de downloads.

pequenos-refletores-do-Artigo-3-Motivos-Para-Controlar-o-Seu-Flash-e-10-Modos-de-Fazer-Isso

Fim da Nota da Simxer

  1. A Lastolite faz muitos aparelhos e instrumentos bem legais e em conta para lidar com o seu flash externo. Pessoalmente, eu brinquei com o seu “beauty dish” e eu tenho duas Ezyboxes para meu flash externo. Eu descobri que eles são uma ótima maneira de experimentar sem gastar todo o meu dinheiro.
  2. Lightscoop. Eu quero que você mantenha em mente que esta é a melhor maneira de dominar o seu flash embutido em interiores. O Lightscoop conserta todos os pecados do flash embutido e é surpreendentemente barato, mas não peca em qualidade. Quando eu levo o meu para uma festa ou evento, todos querem testá-lo.
  3. Um outro método para o seu flash embutido é um difusor, que se anexa em sua sapata e se envolve ao redor. Algumas pessoas podem achar excitante construir acessórios como este sozinhas.

 

Nota da Simxer

Também disponível no nosso post de gambiarras 😉

Bouce Flash Pop-Up do Artigo Faça você mesmo, DIY ou gambiarras fotográficas - Foto Dicas Brasil

Rebatedor para Flash Pop-up.  Este rebatedor para pop-up feito de cartolina me pareceu muito bom, não testei, mas acredito que vale o esforço, se você fizer, não deixe de compartilhar os resultados nos comentários. Tive dificuldades para achar o autor, mas acho que ele se chama Richard 🙂 O link do tutorial é este aqui!

Fim da Nota da Simxer

Por fim, é importante que quando nós disparamos com o flash no modo manual, você deve certificar ter o equilíbrio de branco definido para o flash, principalmente se você estiver fazendo imagens em JPEG e tendo controle limitado sobre a temperatura após a foto ter sido tirada. Um flash dá uma temperatura de cor fria, então definir o seu equilíbrio de branco para ‘flash’ irá adicionar um pouco de calor para a sua cena. Se você estiver fotografando no modo automático, isto irá ser feito automaticamente, mas caso contrário, não se esqueça de checar as suas definições antes de começar a fotografar.

 

Nota da Simxer

Se você tem dúvidas sobre balanço de branco, este artigo “Balanço de branco, o que é e como usar” pode ajudá-lo.

E para finalizar vou postar uma imagem do fotógrafo Ken Kobre onde ele faz um comparativo entre acessórios de flash que eu achei extremamente útil!

Comparação-de-flashes-KenKobre--do-Artigo-3-Motivos-Para-Controlar-o-Seu-Flash-e-10-Modos-de-Fazer-Isso

© Ken Kobre

Então é isso! Eu sei que há muitas outras maneiras de conseguir os resultados explicados acima então, por favor, compartilhe suas próprias dicas e truques abaixo.

  Bons estudos e até 🙂

Assinatura Simxer - Autora do Foto Dicas Brasil