Silhuetas Mágicas

Silhuetas Mágicas

Neste artigo eu quero compartilhar com você a inspiração de John Marshall, um escritor e produtor de TV que já ganhou o Grammy 9 vezes e teve uma ideia simples, mas com um resultado incrivelmente criativo, e para nós fotógrafos, pode ser o que falta para começar um novo projeto!

Como você já deve ter percebido pela imagem em destaque, ele cria Silhuetas ao pôr do sol com recortes de papelão, que ele intitula “Sunset Selfies” – Selfies ao pôr do sol.

Mini-Elefantes

O projeto começou quando ele passou algum tempo vivendo em uma pequena ilha em Maine, Estados Unidos. Depois de assistir um lindo pôr do sol pela porta da sua casa, ele decidiu começar um projeto criativo que consistia em fazer um recorte de papelão a cada noite e tirar uma foto da silhueta com ele.

Rinoceronte

O processo tem algumas regras simples:

1. Ele não têm qualquer ajuda; ele usa um o temporizador de dez segundos da sua câmera e corre para a foto.

Tubarão

2. Não utiliza ferramentas especiais; usa papelão que encontra pela cidade, um par de tesouras baratinhas e uma faca de cozinha comum.

Flamingo

3. Ele não pega acessórios na internet para inseri-los mais tarde;  só usa acessórios que ele encontra na cidade ou ele mesmo constrói um. (Na verdade o fogo do dragão veio a partir da internet, mas ele evita isso ao máximo.)

Dragão

O objetivo principal do projeto é mostrar para as pessoas, e isso inclui as crianças, que elas podem fazer isso também. Há algo de mágico nestas imagens. É incrível ver os recortes ganharem vida na silhueta e depois ver como as pessoas reagem a eles. Espero que gostem tanto quanto eu. Que você encontre um pouco dessa magia da próxima vez que vir um pôr do sol.

Dinoussauros

Por Trás da Cena

Lobo_paper

Lobo

Troll_Paper

Troll

Gorila_Paper

Gorila

Dragão_Paper

Dragão

 

Dicas Finais

Convido você a praticar o projeto, neste artigo você pode aprender como se faz silhueta e aqui como fotografar pôr do sol. Você pode usar sua criatividade para criar um recorte de papelão, ou ainda buscar as centenas de milhares de opções disponíveis na internet, para isso, basta fazer uma busca por “moldes de silhuetas”.

Alien

Cameleão

Caco

Golfinho

Star-Wars

Sereia

Pé-Grande

Marmota

Espero que tenha gostado da ideia como eu, e perceba que às vezes podemos juntar nossa arte de fotografar com outras ideias simples para ter um resultado mais criativo e que alcance mais pessoas.

Até breve!

AssinaturaPosts_New

Como Deixar Suas Fotos Mágicas

Como Deixar Suas Fotos Mágicas

Sabe aquelas fotos que possuem uma qualidade mágica? Tem algo nelas que faz você se sentir feliz? Bem, normalmente essa sensação mágica é por causa da luz. Tudo o que você precisa fazer é encontrar as coisas certas!

Podemos trabalhar com muitas formas de luzes, sombras, sol direto e luz rebatida. Mas eu acho que a maioria dos fotógrafos irá concordar que há um tipo de luz que domina todas as outras….

É a Luz Dourada.

Ela é suave, aconchegante, dimensional e simplesmente mágica. Ela adiciona uma qualidade às imagens que não pode ser replicada, não importa quantas ações, filtros ou texturas você use.

E o melhor de tudo? Ela é totalmente gratuita e surge quase todos os dias. Duas vezes!

O Que é Tão Incrível na Luz Dourada?

 

Tudo, é uma boa resposta? Certo, vamos dividir em partes.

A Luz Dourada é Suave.

A luz suave faz as pessoas ficarem bonitas. A luz forte não. Na verdade, a luz dourada pode ficar tão suave que você pode deixar seus assuntos ou motivos, voltados diretamente para o sol e eles não ficarão com os olhos apertados, eles não vão parecer brilhantes e a luz ficará super delicada. Sério, é como mágica.

large_amandarichard-038

A Luz Dourada é Aconchegante.

Aconchegante com relação à temperatura da cor. Com a luz dourada, mais dos comprimentos de onda azuis são espalhados, então a luz naturalmente parece mais vermelha/amarela. Tons mais quentes geralmente ficam mais gentis sobre as pessoas. Pense no bronzeamento – as pessoas gostam que suas peles fiquem douradas!

A Luz Dourada é Dimensional.

Logo antes do pôr-do-sol estar bem baixo no céu, se produz luz mais direcional por causa do ângulo baixo. Basicamente, isso adiciona mais dimensão à cena! As sombras são mais longas (e suaves) do que durante o dia, e as coisas apenas parecem mais interessantes e dinâmicas.

Lembre-se, fotografias são representações em 2D do mundo 3D. A dimensão na luz ajuda a sugerir essas três dimensões!

large_natashalayla113

Como Encontrar a Luz Dourada

A luz dourada não se trata de onde, e sim de quando. A luz dourada aparece durante a hora dourada, que é uma hora após o nascer do sol e uma hora antes do pôr do sol. Mas esses não são horários exatos, já que isso depende do lugar do mundo onde você vive, pode-se conseguir mais ou menos tempo para a hora dourada.

Quanto mais longe você estiver do equador, mais longa será sua hora do dourada. Quanto mais perto do equador, menor será sua hora dourada. E isso muda dependendo da estação também! Minha nossa!

Então, como você pode descobrir quando é a hora dourada onde você vive?

Você pode checar na internet para ver quando o sol nasce e se põe cada dia. Isso fornece um ótimo começo. Mas não dependa apenas disso!

Assim como todas as outras coisas na fotografia, você deveria usar seus olhos. Preste atenção na luz durante o dia. Quando você vir as coisas ficando mágicas, verifique seu relógio. Descubra o quão longa é a sua “hora”.

large_lila008

Fique de olho nas nuvens. Elas podem cortar 20 minutos de sua hora dourada, já que elas tendem a aparecer no horizonte. Você pode achar que tem meia hora restando, e antes de perceber, o sol está atrás das nuvens e sua luz se foi.

Aproveite bem o tempo, principalmente se você estiver fotografando clientes. Como a luz dourada é um horário tão especial, tente planejar suas fotografias. Saia depois do jantar para tirar algumas fotos. Leve sua família para passear e fotografe. Agende sessões com clientes para aproveitar a luz. Você nem sempre terá esse luxo, mas quando puder, faça isso. Suas imagens terão muito mais magia.

large_jocelynchris58

E se você estiver fotografando um casamento de dia, a hora dourada frequentemente ocorre durante ou após o jantar. Tente levar o casal para fazer alguns retratos rápidos durante a hora dourada. Com certeza vale a pena pular a salada por isso.

large_jonjamiewedding0912

Como Fotografar na Luz Dourada

Há muita variedade quando você está fotografando na luz dourada, você terá que tentar se manter calmo.

Primeiro, há duas direções básicas. Frente e trás.

Iluminação Frontal

Simples. Seu motivo fica virado para o sol. A hora dourada é a hora perfeita para fazer isso com luz natural, já que eles não ficarão incomodados. Isso também é lindo e fácil de fotografar.

Luz de Fundo

Você também pode colocar o sol atrás de seu motivo para conseguir uma luz de fundo ou contraluz. Isto é realmente incrível durante a hora dourada, pois isso cria aquele efeito aconchegante e brilhante. Exponha os tons de pele de seus alvos e aprecie a magia.

E então há algumas coisas incríveis que você pode procurar durante a hora dourada!

Aro iluminado

Isto acontece quando você está usando o sol em uma situação de iluminação de fundo. Se você tiver um plano de fundo escuro atrás do motivo, você pode ver um leve brilho circulando-o. Isto é chamado aro iluminado, e isso fornece ao seu motivo uma separação do plano de fundo. Por que isso é incrível? Porque isso trás atenção ao seu motivo. Fácil.

large_curtkristina-0178

Flare

O flare é aquela coisa brilhante, parecida com um arco-íris que acontece quando a luz atinge sua lente. Isso funciona bem principalmente durante a hora dourada, quando o sol está em um ângulo ótimo, e possui várias cores para brincar. Isso acontece em situações de iluminação de fundo, assim como aro iluminado.

Para conseguir o flare, apenas brinque com a luz do sol quando ela atinge sua lente. Você pode ver que a foto abaixo é a mesma cena de antes. Tudo o que eu fiz foi mover um pouco para que o casal não cobrisse completamente o sol. Bam. Flare.

A coisa mais legal sobre o flare é que ela é super única. Diferentes lentes em diferentes aberturas criam flares de forma diferente. Diferentes luzes em diferentes intensidades produzem diferentes efeitos. E quando você muda o ângulo, sim, as coisas ficam diferentes. Brinque. Você se divertirá muito.

large_curtkristina-0171

Conclusão

 

Este artigo foi escrito pela Lauren Lim, fotógrafa americana que tem uma visão fotográfica que gosto muito e espero que você também tenha gostado. A ideia é despertar a sua criatividade e percepção, que na fotografia é algo extremamente importante. Um detalhe na sua luz, e tudo pode ficar diferente! Como  já dizia o mestre Henri Cartier Bresson: Em fotografia, a menor coisa pode ser um grande assunto.”

HCB

Boas fotos a até breve!

Imagem em destaque: Garota de vestido via Shutterstock

Artigo Original

14 Dicas Para Fotografar Um Pôr do Sol Impressionante

14 Dicas Para Fotografar Um Pôr do Sol Impressionante

Quem não gosta de uma foto do pôr do sol? É um clássico, alguns dirão que é um clichê, mas vamos combinar que é lindíssimo, o tipo de foto que geralmente nos transmite coisas incríveis e por mais que você já tenha vivido muitos anos, ninguém fica indiferente a um lindo pôr do sol!

Se você é carioca, provavelmente já aplaudiu o pôr do sol, literalmente, ou já ouviu falar nisso. Aqui no Rio da Janeiro, mais precisamente no bairro da Zonal Sul, Apoador, há anos diariamente turistas e cariocas aplaudem o pôr do sol, que normalmente é uma visão extasiante, e dizem até que os aplausos estão diminuindo, porque muitos querem fazer selfies emolduradas com ele!

Arpoador-do-Artigo-Dicas-para-Fotografar-Por-do-Sol

Pôr do Sol no Arpoador via Shutterstok

Mas muitas vezes o resultado é um tanto quanto desapontador, existem várias questões que podem ajudar você a fotografar melhor qualquer tipo de técnica fotográfica, e algumas delas, eu quero compartilhar com você nesse artigo.

Prepare-se

 

1. Pense com Antecedência

Embora algumas vezes as fotos do nascer e pôr do sol possam ser tiradas espontaneamente sem nenhum preparo, frequentemente as melhores fotos vêm com um planejamento. Procure por lugares que possam ser bons para ver o pôr do sol, um ou dois dias antes mesmo de fotografar. Procure por locais interessantes, onde você consiga ver o sol descer por inteiro, mas também onde possa haver oportunidades para tirar fotos que incluem elementos que permitam silhuetas. O pôr do sol leva apenas meia hora, mais ou menos, então você deve pensar sobre esses elementos antes dele começar, ou você pode perder as fotos que procura.

Descubra quando o sol vai nascer ou se pôr e chegue até o local pelo menos meia hora antes, pois normalmente é entre o tempo em que o sol aparece ou desaparece que a verdadeira mágica acontece.

Também fique de olho no clima. Pode haver uma variedade de tipos de pôr-do-sol que produzem diferentes tipos de luzes e padrões no céu. Não escolha apenas dias limpos para estas fotos – embora eles possam produzir algumas cores maravilhosas, é normalmente nos momentos onde há nuvens ao redor que a verdadeira ação acontece! Também fique atento com os dias em que houver poeira ou fumaça no ar, pois isso também pode produzir resultados incríveis.
Considere com antecedência quais equipamentos você pode precisar. Inclua um tripé, lentes que fornecerão uma variedade de comprimentos focais, baterias extras, etc.

E se você não faz ideia de que horas o sol se põe na sua cidade, entre no site do Climatempo, faça uma busca por cidade e nos resultados você verá os horários do nascer e pôr do sol.

Técnicas de Composição

 

2. Comprimentos Focais

Sunset4-Artigo-Dicas-para-Fotografar-Por-do-Sol

Cosmos Rosa no campo via shutterstock

 

Fotografar com diferentes comprimentos focais pode criar resultados bem diferentes. Um ângulo amplo de uma lente grande angular, de 14mm mais ou menos até 35mm,  pode criar fotos bonitas de paisagens, mas se você quiser que o próprio sol apareça na foto, você deve ser capaz de usar o zoom nele.
Lembre-se que o sol está apenas a meio grau de distância, então quando você fotografar com lentes grande angulares, ele tomará apenas uma parte razoavelmente pequena da foto. Se você quiser que ele apareça bem na foto, você precisa usar o zoom com uma lente de 135mm a 200 mm ou mais até, e lembre-se, isto aumentará a sua necessidade por um tripé!
Além disso, fique atento, pois quando você olha para o sol nos melhores momentos, pode ser perigoso, mas quando você olha através das lentes, pode ser mais perigoso ainda se o sol estiver muito alto.

3. Regra dos terços

regra dos terços é possivelmente o mais conhecido padrão de composição em fotografia. Ela tem dois pontos fortes. A primeira possibilidade de “congelar” o olhar em um dos 4 pontos de interesse é uma ferramenta muito poderosa de composição.

Em segundo lugar, a sua facilidade de uso. É basicamente cena retangular com três colunas e 3 linhas. O resultado é quatro cruzamentos que marcam o mais adequado para fixar áreas pontuais, (pode ser um ou mais) de interesse em fotografia.

Por isso, lembre-se da regra dos terços em suas fotografias de nascer e pôr do sol. Embora você possa sempre quebrar as regras, normalmente é uma boa ideia colocar o horizonte, sol, silhuetas, etc. longe do centro. Uma dica é colocar o horizonte entre as linhas, ou seja, se o destaque for o céu, baixe o horizonte para a primeira porção da regra dos terços, se for o mar, ou a parte debaixo da sua foto, ponha o horizonte na primeira porção.

4. Silhuetas

Sunset3-Artigo-Dicas-para-Fotografar-Por-do-Sol

Pôr do Sol com Acácias Africanas via shutterstock

 

Assim como todas as fotos, o pôr do sol precisa de um ponto de interesse e uma das melhores maneiras de adicionar um à imagem, é tentando incorporar algum tipo de silhueta na foto. Isto pode ser algo grande, como uma montanha ao longe, ou algo que é parte do ambiente, como uma árvore ou até mesmo uma pessoa.
A melhor parte das silhuetas é que elas adicionam humor e contexto a uma foto de pôr ou nascer do sol.

 

Técnicas de Exposição

 

5. Fotografe com uma variedade de exposições

Se você deixar a sua câmera decidir a abertura do obturador, você provavelmente tirará uma foto que não irá capturar a beleza da luz. Normalmente, a foto ficará pouco exposta, porque o céu ainda está razoavelmente claro.
Ao invés de depender do modo automático da câmera, o pôr do sol é um momento ideal para mudar a abertura ou o modo de prioridade do obturador de sua câmera para tirar várias fotos com diferentes exposições.
A melhor parte do pôr e do nascer do sol é que não existe uma exposição ‘certa’ e você pode conseguir resultados impressionantes usando várias exposições. Lembre-se também que diferentes exposições (abertura e velocidade do obturador) produzirão vários resultados diferentes, então vale a pena tirar mais do que apenas algumas fotos – a chave é a experimentação.
Eu costumo fotografar no modo manual e começar com uma velocidade do obturador relativamente alta, e depois aos poucos eu mudo para as mais lentas, assim a imagem vai clareando.

A imagem abaixo faz parte do meu ebook “Fotometria Simpes – Você no controle da luz” onde eu mostro exatamente essa experimentação e logo abaixo você pode ver o resultado escolhido por mim.

©Simxer - Parte do Ebook Fotometria Simples - Você no controle da Luz

©Simxer – Parte do Ebook Fotometria Simples – Você no controle da Luz

Apesar de ter usado o modo manual, essa mesma foto poderia ter sido feita usando a próxima dica: Bracketing!

6. Bracketing

Sunset2-Artigo-Dicas-para-Fotografar-Por-do-Sol

Floresta via shutterstock

 

Outra técnica para tentar conseguir a exposição certa é usando o ‘braketing’ como é mais conhecido, onde você fotometra e depois faz mais duas fotos acima e abaixo dessa fotometria. A maioria dos equipamentos permitem que você pré-configure essa exposição com um ou mais pontos (stops) de diferença. Por exemplo, se a sua câmera mostra a fotometria correta (neutra) com a velocidade de 1/60, abertura  f/8, se tiver configurado 1 stop, ela poderá fazer mais duas fotos, uma superexpondo com a abertura f/5,6 e subexpondo com a abertura f/11, por exemplo. Ao fazer isso, você acaba com uma série de fotos com diferentes exposições que mostrarão diferentes resultados e cores.

7. Trava da Auto Exposição

Outro truque de exposição, se você não tiver o bracketing ou não se sentir confiante usando ele, e se a sua câmera tiver ‘trava da auto exposição’ ou ‘lock Exposure’ ou ainda ‘AE Lock’, que permite que você aponte a sua câmera em um lugar mais escuro e trave a exposição para esse lugar (por exemplo, você poderia apontar para o chão à sua frente e travar nessa exposição) e depois reenquadrar a imagem olhando para o por do sol. Isto significa que você terá uma foto mais exposta, essa mesma técnica pode ser usada em silhuetas 😉

8. Não use balanço de branco automático

Sunset5-Artigo-Dicas-para-Fotografar-Por-do-Sol

Pôr do Sol via Shutterstock

 

Quando você coloca a sua câmera no balanço de branco automático, você corre o risco de perder alguns dos tons dourados mais quentes de um pôr ou nascer do sol. Ao invés disso, tente fotografar nos modos ‘nublado’ ou ‘sombra’, que são normalmente usados em luzes mais frias, e diga para a sua câmera esquentar um pouco as coisas. Além do mais – se você estiver fotografando um nascer do sol e QUISER um clima mais frio, você pode experimentar com outras configurações do equilíbrio de branco, os resultados podem ser surpreendentes.

Outras técnicas Para o Nascer e Pôr-do-Sol

 

9. Tripé

praiashutterstock_131138936

Praia e areia via shutterstock

 

Se você estiver fotografando com velocidades do obturador mais longas (velocidades abaixo de 1/30) e com comprimentos focais maiores (acima de 200mm), então um tripé ou algum modo de garantir que a sua câmera fique completamente imóvel será essencial.

10. Foco Manual

Às vezes, quando você fotografa em condições de iluminação extremas, algumas câmeras podem ter problemas para focar. Se este for o caso para a sua câmera, considere mudar para o foco manual para garantir que você consiga boas fotos.

11. Olhe ao seu redor

Sunset6-Artigo-Dicas-para-Fotografar-Por-do-Sol

Onda colorida via shutterstock

 

A melhor parte do pôr do sol é que ele não só cria cores maravilhosas no céu à sua frente, mas ele também pode jogar uma bela luz dourada que é maravilhosa pra outros tipos de fotografia. Conforme o pôr do sol avança, fique de olho em outras oportunidades para tirar fotos ao seu redor (não só na sua frente). Você pode encontrar uma ótima oportunidade para um retrato, uma foto de paisagem, etc.

12. Quanto tempo falta para o sol se por completamente?

Essa dica é do Groovy Matter, sinceramente não sei  até aonde vai a ciência por trás da dica, mas se você experimentar e funcionar, não deixe de me dizer!!!

Primeiro posicione sua mão logo abaixo do sol em uma região com o horizonte bem visível.

Groovy-Matter

Depois conte 15 minutos para cada dedo, assim, com 8 dedos entre o pôr do sol e o horizonte como mostra a imagem, você tem duas horas para achar a melhor posição para sua foto!

Groovy Matter

 

13. Fotografe em Raw

O formato raw te permite uma flexibilidade incrível para trabalhar com as fotos, simplesmente usando este formato, você não precisa fazer nem sub ou superexposição, ou braketing, ou colocar o balanço de branco no manual, porque tudo isso e muito mais poderia ser feito depois na pós produção e sem nenhuma perda de qualidade! Se você se interessou por isso, incentivo você a estudar este formato incrível neste artigo que escrevi para iniciantes: ‘Raw, isso é pra mim?’.

14. Continue Fotografando

Sunset1-Artigo-Dicas-para-Fotografar-Por-do-Sol

Um nascer ou pôr do sol muda constantemente ao longo do tempo e pode produzir ótimas cores bem depois do sol desaparecer ou aparecer, então continue fotografando a diferentes exposições e comprimentos focais, como eu mencionei acima, até você ter certeza de que acabou, de preferência quando não conseguir mais resultado nenhum!

Pós-Produção

Sim, muitas vezes a gente tem dificuldades comuns em conseguir um resultado de primeira, e isso está relacionado a fatores como a luminosidade, ou até limitações do nosso equipamento, e nessa hora, nada melhor do que lançar mão da pós-produção, tanto do Lightroom como do Photoshop pra conseguir resultados mais impactantes. Lembre-se, o que importa é o resultado da nossa foto, não importa como ela foi feita, a ideia sempre é conseguir passar a emoção que você sentiu vendo aquela cena, e se isso significar puxar um pouquinho a saturação ou reenquadrar, ou ainda criar uma silhueta em uma foto já feita, como eu mostro no vídeo abaixo, tá valendo!

 

Conclusão

 

Eu também adoro pôr do sol e escolhi essas fotos aí debaixo pra compartilhar com você!

©Simxer - Pôr do Sol na Califórnia.

©Simxer – Pôr do Sol na Califórnia.

Além da foto aí de cima, eu tenho mais três pores de sol 🙂 A primeira é uma das que mais gosto!

©Simxer – Pôr do Sol na Califórnia.

E por incrível que pareça, no dia seguinte consegui fazer mais estas duas, e como você pode perceber, a segunda é um zomm da primeira 😉

©Simxer - Pôr do Sol na Califórnia.

©Simxer – Pôr do Sol na Califórnia.

©Simxer2-do-Artigo-Dicas-para-Fotografar-Por-do-Sol

©Simxer – Pôr do Sol na Califórnia.

Gostou?

Grande abraço e bons pores de sol!