Dicas para imprimir suas fotos em casa!

Dicas para imprimir suas fotos em casa!

Você está se tornando um bom fotógrafo, treinando com nossas dicas diárias. Suas fotos estão a cada dia mais lindas e você quer… imprimi-las.

Foi a um passeio e fez fotos magníficas? É aniversário de seu filho e você fará as fotos da festa? O motivo não importa, o que vale é a beleza das fotos em si. Com certeza, elas merecem destaque, e não ficarem presas em seu computador. Por isso, as dicas de hoje são para você que deseja imprimir suas fotos.

Dicas para imprimir suas fotos em casa!

 

Mas espere aí! Não é só tirar a foto e solicitar a impressão? Com nosso artigo de hoje, você verá que, para que suas fotos fiquem perfeitas, é preciso ter alguns cuidados especiais. Vamos lá?

Escolhendo um programa editor de imagens

Você deve editar suas fotos antes de imprimi-las para ter um resultado melhor. Isso refletirá na qualidade de impressão das fotos. Para prepará-las, você pode usar um programa editor de imagens (Photoshop, Picasa, Lightroom ou similares), mas já existem na internet alguns editores online. Com esses sites não é necessário baixar nenhum programa, então vai do seu critério escolher o editor de sua preferência, se quiser mais uma dica, experimente o Pixlr, neste artigo “Editar fotos de graça”, tem um tutorial completos com todas as suas funções.

Abrindo o editor de imagens escolhido, iremos ajustar as configurações essenciais para uma impressão perfeita.

Ajuste de configurações no editor

Proporção: você deverá escolher um tamanho de proporção único para as fotos. Os filmes antigos de 35 mm geravam imagens na proporção 3:2 e, com isso, você tinha fotos no tamanho 10×15 cm. As fotos feitas com as atuais câmeras digitais são feitas na proporção 4:3, menos retangulares que as de antigamente e, deste modo, as fotos passaram a ter dimensões de 10×13 cm. Então, para evitar que apareçam cortes nas fotografias, a proporção de impressão deverá ser a mesma que foi configurada na câmera previamente, olhe no seu manual e você vai descobrir quais são as proporções disponíveis em seu equipamento.

Nitidez: Com um editor de imagens, você também pode (e deve) alterar a nitidez das fotos. Você precisa aumentar um pouco a nitidez das imagens. Não iremos indicar um valor para a nitidez, pois isso varia de câmera para câmera, mas vale a pena sempre ajustar um pouco.

Cor: para manter as mesmas cores da imagem retratada, você pode clicar em autocorrigir no programa, evitando surpresas na visualização das fotos impressas.

Exposição: você se utiliza deste recurso quando deseja alterar a iluminação da foto. Sabe aquela foto que ficou clara ou escura demais? É para isso que serve.

Contraste: ao modificar o contraste, você estará alterando a claridade das fotos. Pode deixar o que é claro, mais claro ainda e, ao contrário, tornar o que é escuro, mais escuro.

Saturação: um recurso legal é o de saturação. Você consegue mudar o padrão de cor, tornando detalhes da fotografia com cores mais vivas ou até deixar a foto colorida em preto e branco.

Uma coisa pra se ter em mente é se possível, imprimir uma foto só no lugar escolhido (isso vale pra impressora, bureau de impressão, máquina automática de lojas de fotografia), uma vez de posse da impressão, comparar se a foto está de acordo com o que você está vendo no monitor, existem calibradores de monitores, não costumam ser baratos e são mais utilizados por fotógrafos profissionais que dependem dessa fidelização de imagem para seus clientes. Mas você pode fazer o ajuste você mesmo para o que você vê esteja próximo ao que você imprime.

Ajustadas as configurações, vamos para a impressão?

Dicas para imprimir suas fotos em casa!

– A escolha da impressora é fundamental, pois reflete diretamente na qualidade da imagem. DPI é a medida de pontos de tinta por polegada de papel e, para impressões de qualidade, o mínimo recomendado é 200dpi.

– Os cartuchos devem ser sempre originais, os genéricos e recarregáveis dificilmente trarão um bom resultado final.

– O papel de preferência é o fotográfico, fosco ou brilhante, dependendo de sua preferência. Papeis comuns (A4) absorvem muita tinta.

– Configure sua impressora para o papel fotográfico e impressões de alta qualidade. Não se esqueça de manter seu equipamento sempre limpo, pois, além de prevenir problemas futuros, a sujeira altera a qualidade de impressão.

Foto para books fotográficos, pode imprimir em casa?

Dicas para imprimir suas fotos em casa!

Você fez o book fotográfico e agora deseja imprimir suas fotos com qualidade, não é mesmo? As fotos foram feitas com capricho e tanto o fotógrafo quando os modelos desejam ver seu trabalho final recompensado. Para isso, devemos tomar alguns cuidados.

É fundamental usar papel fotográfico e impressão de alta qualidade. Você também deverá conhecer todos os recursos de sua impressora antes de imprimir fotos, principalmente books fotográficos.

O papel fotográfico possui diversas gramaturas (120, 180, 230, por exemplo). Quanto maior a gramatura, mais “grosso” o papel. Papeis com gramatura superior a 230 gramas podem atolar a impressão, pois o equipamento não conseguirá puxar a folha para a conclusão do trabalho. Por isso, é importante que você saiba se sua impressora suporta papeis de alta gramatura. Geralmente são brancos, com alta resolução e secagem instantânea. Servem para impressoras jato de tinta e são resistentes à água. Papeis fotográficos microporosos (com gramatura 260, brilhantes ou foscos) também são utilizados para fotos de books, apesar de seu uso maior ser para impressões de fotos 3×4. Devido à microporosidade, as cores não borram. São vendidos em pacotes com 20 folhas A4.

Feito isso, existem lugares que encadernam essas fotos, ou você pode colocar num álbum pra entregar pro seu cliente.

Por hoje é isso! Espero que nossas dicas tenham ajudado você!

      Até a próxima!

Assinatura Simxer - Autora do Foto Dicas Brasil