Foto Dicas Brasil Como levitar sem Photoshop - Foto Dicas Brasil
10.568 views | by Simxer
Como levitar sem Photoshop

Estava vendo algumas fotos no Flickr e me deparei com uma muito interessante que estava ressaltando que foi feita sem o uso do Photoshop, afinal, depois da introdução deste programa de edição para manipulação de fotos, nunca mais acreditamos 100% no que estamos vendo, e deixamos de experimentar algumas práticas fotográficas que podem ajudar a desenvolver nossa fotografia. Bom, a sensação é aquela curiosidade de quando você assiste uma mágica e quer descobrir qual o truque, e neste caso, realmente não tem nenhum, e proporciona um resultado criativo e divertido.

LevitarSemPhotoshop1

Eu também descobri que esta prática tem uma finalidade muito útil pra quem faz fotografia familiar, então vou separar o artigo em duas partes: Primeiro, a diversão!

Bed Jumping

 

Você já ouviu falar de “bed jumping”? É uma prática fotográfica que, como seu próprio nome indica, são fotos de pessoas pulando de um colchão e dando asas à imaginação. Em pouco tempo o bed jumping virou uma moda entre as pessoas que desejam experimentar a sensação de liberdade e diversão, além de aliviar o stress 😉

A ideia principal é parecer o mais natural possível, como se realmente estivesse levitando. Mas o que você precisa para praticar?

Material Necessário

 

1. Uma câmera DSLR (você pode tentar com uma câmera compacta, mas elas normalmente não permitem alguns ajustes que irão melhorar seus resultados)

2. Disparador remoto, ou colocar a câmera para disparar com o timer temporizador Como Fotografar Estrelas Usando a Lente do Kit , também chamado de temporizador, ou ainda chamar um amigo para apertar o botão do obturador durante a sessão de fotos 🙂

3. Tripé, ou qualquer suporte que você possa apoiar a câmera.

4. Cama com colchão e estrutura resistente. Importante: Camas dobráveis ​podem se quebrar. Certifique-se que a estrutura do seu colchão e cama são realmente resistentes!!

5. Quarto com teto alto, para evitar possíveis acidentes com a cabeça contra o teto.

joshuamfischer

©joshuam fischer

A parte técnica

 

1º Passo – Levando em consideração que você irá treinar a sua criatividade, nesse caso você poderá colocar a câmera no modo automático (na segunda parte do artigo especificarei as configurações mais técnicas de todos os passos que você também poderá usar aqui).

2º Passo – Aqui vai depender se você descolou um amigo para fotografar, senão você pode configurar sua câmera para um atraso de no mínimo 2 segundos, afinal você precisa de tempo suficiente para subir na cama e pular.

3º Passo – Como está fotografando no modo automático, provavelmente sua câmera irá liberar o flash pop up. Pode utilizá-lo.

4º Passo – Use o comprimento focal mais amplo da sua lente. Se estiver usando a lente 18-55mm, por exemplo, fique em 18mm. A ideia é pegar o máximo de cena possível.

5º Passo – Coloque a câmera a partir de uma perspectiva que ajude a dar impacto à foto. Perspectivas a partir do canto do quarto ou contra-picada,  ajudarão a estrela da foto se destacar.

6º Passo – Pule muitas vezes e faça várias tentativas, provavelmente as primeiras fotos não estarão legais, por isso visualize os resultados e vá corrigindo o que estiver dando errado, depois é só voltar a dar alguns saltos. Você vai notar que o quinto, ou nono, salto já será mais bem sucedido.

Para garantir o resultado divertido

 

1. Se você quiser transmitir a sensação de levitação garanta que suas pernas fiquem completamente na vertical.

ivan-sciupac1

© Ivan Sciupac

ivan-sciupac

© Ivan Sciupac

2. Uma vez que você o pegou o jeito e os resultados estiverem de acordo com que espera, comece a introduzir acessórios, como um jornal, um tablet, uma escova de dentes, um saco de biscoito, coisas que sugerem uma vida cotidiana e dê uma “normalidade” na foto.

Science Duck

© Science Duck

3. Roupas desempenham um papel importante na transmissão do sentimento de “fantasia”. Escolha a roupas que ajudem a dar um  impacto na foto final.

Como usar nas fotos profissionais

 

Agora vamos ao uso e dicas mais profissionais, e lembre-se que elas também poderão ser usadas para um resultado criativo mais legal ainda!

Às vezes durante uma sessão de fotografia familiar, principalmente quando se tem crianças envolvidas, elas podem ficar entediadas e as fotos não rendem mais como o esperado, e uma dica para você animar a sessão e conseguir resultados muito expressivos é justamente fazendo uma sessão de “bed jumping”!

Mas conseguir a imagem perfeita de uma criança pulando em uma cama pode ser bastante desafiador. Aqui estão algumas dicas para tornar sua vida mais fácil.

Lisa-Tichané

© Lisa Tichané

Segurança em primeiro lugar

Este é provavelmente o elemento mais importante. Bed Jumping pode ser arriscado, e a última coisa que você quer é deixar um incidente acabar com sua sessão de fotos, então precisamos considerar algumas coisas.

1. Não deixe nenhum item na cama enquanto a criança estiver saltando, como um brinquedo, por exemplo.

2. Posicione a criança sempre  no meio da cama, não nas laterais.

3. Certifique-se de que os pais estão perto dos lados da cama, pronto para parar a ação se alguma coisa parece remotamente perigosa.

4. Se a criança fica muito animada além do controle, esteja pronto para parar. Nenhuma imagem vale o risco de um acidente.

5. Você também pode adicionar travesseiros ou cobertores no chão ao redor da cama, apenas no caso de as precauções anteriores não foram suficientes para evitar uma queda.

A velocidade do obturador é a chave

Agora que você já se certificou que tudo está seguro, vamos para as configurações que darão  o melhor resultado técnico. Se você é como eu e gosta de ter a maior clareza quanto possível em suas imagens, esteja preparado para usar uma velocidade muito alta do obturador. Bed Jumping cria movimentos muito rápidos, especialmente nas mãos e pés. Se você quiser congelar esse movimento, você precisa de uma velocidade do obturador acima de 1/500. Se estiver fotografando alguém muito enérgico, você corre o risco de ter um pouco de “motion blur” (borrões) em 1/500, então 1/800 seria mais seguro.

Malia-León

© Malia León

Aumente o ISO

A conseqüência de usar velocidades altas, é que você precisa de muita luz para começar uma exposição perfeita em 1/800. E nem todos nós temos a sorte de ter um quarto inundado de luz do dia. Se estiver fotografando em uma casa onde o quarto não é uma caverna, mas tão pouco um estúdio de luz natural, você vai precisar usar a capacidades de ISO da sua câmera.
Não tenha medo de usar o ISO! Neste caso, o  grão (ou ruído) é um mal menor do que o borrão de movimento. Pra se conseguir cada detalhe de um rosto sorrindo de orelha a orelha, é imprescindível que a imagem esteja nítida.

É claro que isso vai variar de câmera para câmera, o que você precisa ter em mente é que para se trabalhar com imagens congeladas é necessário velocidades altas (acima de 1/250) e para usar velocidades altas, é necessário muita luz!

Nós só temos 3 maneiras (sem falar do flash) para se conseguir mais luz para uma fotografia: Velocidade baixa (não serve neste caso), aberturas grandes – Números F pequenos – (que iremos usar!) e ISO alto (que pode trazer ruído indesejado).

Se o seu quarto é realmente uma caverna, e não é adequado para uma sessão de fotos, mas não desista! Você pode fazer a sessão funcionar de qualquer maneira pulando no sofá, que é uma ótima opção, também!

Foco

Obter o foco perfeito de uma imagem em movimento pode ser um desafio, por duas razões. Em primeiro lugar, porque quando temos algo se movendo rápido, neste caso uma criança, o risco de perder o foco é alto. Em segundo lugar, porque, mesmo que você aumente seu número ISO, terá provavelmente que aumentar também a sua abertura ao máximo possível a fim de obter luz suficiente para manter uma alta velocidade do obturador. E quanto maior for sua abertura (Números F pequenos), mais rasa será sua profundidade de campo, aumentando ainda mais o risco de perder o foco.

A fim de reduzir esse risco e conseguir meu foco quase todas as vezes, eu uso uma combinação de 2 fatores: a seleção de um modo AF dinâmico para seguir o movimento (AF-C para Nikon ou AI Servo para Canon), e escolho o meu ponto focal (modo de área AF) como central ou único, colocando-o no rosto do meu assunto.

Não se esqueça que se você fotografar 2 ou mais crianças de cada vez e precisar usar uma abertura grande para manter a sua velocidade de obturador tão alta quanto necessária, será difícil conseguir ambos os assuntos em foco. Nesse caso, certifique-se de que o foco esteja sobre o assunto que está mais próximo da sua lente. Nossos olhos são treinados para olhar para o primeiro plano em primeiro lugar; se o primeiro é nítido, ficamos com uma impressão de nitidez, mesmo que o assunto no fundo, na verdade esteja fora de foco.

Só mais uma coisa, uma vez que eu escolha minhas configurações para ter certeza de que a minha imagem será nítida, a minha única prioridade é conseguir o meu foco, o que significa que eu não vou prestar tanta atenção à composição como eu faria em um retrato estático. Eu costumo enquadrar minha foto um pouco mais ampla do que o que eu preciso para a imagem final, o que me deixa algum espaço para reenquadrar e conseguir uma composição agradável depois na pós produção. Às vezes você não pode obter tudo perfeito somente na câmera e tem que desistir de algo, o foco definitivamente precisa estar em primeiro lugar na sua lista de prioridades!

Grande angular

Não subestime o quão alto o seu assunto pode saltar. Se você tem algum espaço ao redor da cama, dê um passo para trás tanto quanto você pode e/ou use uma lente grande angular. Certifique-se de enquadrar sua foto tão ampla quanto possível, caso contrário, você vai acabar com uma cabeça cortada :/

katie-marie-rivera

© katie Marie Rivera

A não ser que a ideia seja essa!

Ângulo

Esta é uma dica simples, mas muito eficaz. Se você escolher um ponto de vista mais baixo, que é o nosso contra-picado lá de cima,  e exagerar na distância entre você e o assunto, ele parecerá maior do que é na vida real. O impacto visual é mais poderoso.

Improvisando

Quando as crianças são jovens demais para pularem por conta própria ou se você está preocupado demais com a segurança delas, convide os pais também! Um concurso de dança na cama é diversão para toda a família e podem te dar fotos com resultados surpreendentemente felizes.

 

Conclusão

 

Existem dezenas de maneiras para renovar o exercício, basta ser criativo! E se você tem alguma ideia de como ter um resultado bem legal, ou mesmo já fez essa prática, não se esqueça de compartilhar os resultados com a gente! Para postar uma imagem nos comentários, basta seguir esses passos aqui!

Bons saltos e até breve!

 Assinatura Simxer - Autora do Foto Dicas Brasil

Como levitar sem Photoshop
4.9 (97.54%) 65 votes
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background


Simxer é autora e fundadora do Foto Dicas Brasil e Fotógrafa profissional há mais de 15 anos. É empreendedora e apaixonada pelo que faz. Autora dos Best Sellers "Fotometria Simples - Você no Controle da Luz" e "Nikon ou Canon, câmera profissional ou semiprofissional? Aprenda a decidir você mesmo", se orgulha de ministrar os melhores e mais completos cursos online de fotografia para Iniciantes e hobbystas que contam com fotógrafos iniciantes de vários países, além do Brasil, como Portugal, Estados Unidos, Japão e África. E está sempre em busca de despertar a sua paixão pela fotografia em outras pessoas e aprender com outros apaixonados!

20 Comments
Leave a Reply

— required *

— required *

Powered by Foto Dicas Brasil.