7 Coisas que Yousuf Karsh Pode Ensinar a Você Sobre Fotografia

Artigo visualizado vezes.

A fotografia é um conjunto de técnicas e aprendizados que vamos reunindo ao longo da nossa vida, mesmo tendo como meta descobrir nosso olhar e maneira única de fotografar, todos nós passamos pelo processo de aprendizagem conhecendo, e por um tempo, imitando, em um processo natural e saudável, outros fotógrafos que são referências da nossa área.

Absorver o que outra pessoas pode ter levado décadas para aprender, é um privilégio que, principalmente a internet, nos oferece.

A fotógrafa Stephanie Simpson escreveu um artigo, que eu traduzi especialmente pra você, onde compartilhou a visão dela sobre o trabalho do incrível Yousuf Karsh e espero que você possa também se beneficiar, não só dos ensinamentos, mas poder aumentar sua lista de referências no seu caminho fotográfico.

Vamos lá?

Você pode não conhecer seu nome, mas você já viu o seu trabalho.

As imagens do fotógrafo de retratos, Yousuf Karsh, estão em todos os lugares. Você as encontrará em capas de livro, notas de banco e selos, e é claro, em galerias de arte e livros de fotografia também.

Ao longo de seus 67 anos de carreira, Karsh fotografou alguns dos mais notáveis pensadores, artistas, apresentadores e líderes do século XX, usando uma técnica de iluminação que ele mesmo descobriu. Sabe aqueles retratos icônicos da Rainha Elizabeth II, Albert Einstein, Winston Churchill e Ernest Hemingway (só para dizer alguns)? Eles são do Karsh.

hepburn-hemingway-do-artigo-7-coisas-Yousuf-Karsh

Com um dos Mestres da Fotografia, nós estaremos mostrando lições importantes que você pode aprender com Karsh. Não é um fotógrafo de retratos? Não tem problema. Há algo a se aprender para todos!

1. Aprender Sobre o Seu Cliente Torna as Fotos Melhores.

Quando o seu cliente está desconfortável, conseguir uma boa foto pode ser difícil.

Karsh tinha uma estratégia.

Antes dele se encontrar com seu cliente, ele o estudava. Ele aprendia o máximo possível sobre eles e, se possível, até os observava no trabalho.

Foi em Londres que eu comecei a prática que e continuei até hoje, de ‘fazer a minha tarefa’ de descobrir o máximo possível sobre cada pessoa que eu irei fotografar – Yousuf Karsh

No dia da foto, ele se focava no trabalho, ele usava o que havia aprendido para manter uma conversa fluindo entre ele e seu cliente.

O ponto disso tudo? Tranquilizar seu cliente.

Quando o seu cliente está confortável, eles compartilham uma variedade de emoções reais. O seu trabalho fica mais fácil e eles apreciam muito mais a experiência.

Resumo: Conheça o seu cliente antes de fotografá-lo. Encontre-os para tomar um café ou peça para que eles preencham um questionário divertido para descobrir seus interesses. Use o que você aprender para preparar perguntas, para que você possa manter uma conversa durante a sessão.

2. Ficar Aberto a Inspiração o Ajudará a Encontrar o Seu Estilo.

Embora Karsh estivesse treinando para ser um fotógrafo desde que tinha 18 anos, ele nunca fechou a porta para os outros tipos de arte. Ele aprendeu sobre luz e composição estudando pinturas famosas. E quando ele se juntou a um grupo de teatro local para atuar um pouco, ele viu o potencial de usar iluminação teatral em suas próprias fotos – uma técnicas pela qual ele é famoso agora!

Resumo: Pode ser necessário um pouco de esforço para criar conexões entre a fotografia e outras formas de arte. Mas quando você está aberto para ser inspirado por todos os tipos de coisas – natureza, ciência, pintura, filmes, etc. – você ganha mais elementos para trabalhar e mais oportunidades para encontrar um estilo que seja distintamente seu.

3. Luz Não É Só Iluminação.

bogart-mauriac-do-artigo-7-coisas-Yousuf-Karsh

Karsh sabia que a iluminação de uma cena poderia influenciar na forma como nós interpretamos uma imagem, de onde nós olhamos e em que ordem, a como nós nos sentimos sobre o que vemos. Então ele usava a luz estrategicamente.

Às vezes, isso significava manter uma simples luz de uma janela. Outras vezes, isso significava uma composição tão complexa que confundiria a sua mente.

Resumo: Não se sinta como se houvesse apenas uma maneira de iluminar uma foto, ou que a luz natural é a única que existe. Pense na luz como outra ferramenta que você pode usar para contar a sua história.

4. Reputação é Mais do Que Simplesmente Marketing.

A reputação vem da consistência de seu trabalho. Não importa se seu retrato fosse de uma atriz famosa ou de um líder controverso, Karsh procurava pelo bem na pessoa que ele estava fotografando. E ao escolher quais retratos apresentar, ele sempre respeitava a dignidade de seu cliente.

Por causa da consistência em sua abordagem, Karsh ganhou uma reputação de ter um bom olho. E isso o levou a oportunidades incríveis.

Karsh era atencioso e gentil com todos os seus clientes, sempre procurando por valores positivos, até mesmo em adversários comunistas inflexíveis, como Nikita Khrushchev e Fidel Castro, e ambos cooperaram com base em sua confiança em Karsh, algo que nenhum outro fotógrafo conseguiu alcançar – David Travis

Resumo: Se você quiser ser procurado por um tipo particular de fotografia, certifique-se de que o seu trabalho e a sua abordagem estão construindo o tipo de reputação certo para o trabalho!

5. Não Estar Preparado Pode Ser Uma Coisa Boa.

Karsh praticava não visualizar as partes específicas de uma foto antes dela começar. Nenhuma pose ou acessórios pré-concebidos. Ao invés disso, ele deixava suas interações com seu cliente no dia da foto o guiarem, trazendo ideias de sua personalidade e aparência (e às vezes de suas sugestões também!).

O resultado: Nenhum retrato de Karsh é igual ao outro. Isso é bem impressionante, considerando que o homem era especialista em fotografar o rosto das pessoas.

Resumo: Quando você tirar inspiração diretamente de seu cliente, você cria um retrato que é mais pessoal e um trabalho que é mais variado. Isso é como matar dois coelhos com uma cajadada só.

6. Fotógrafos Furtivos Fazem Fotos Expressivas.

churchill-anderson-do-artigo-7-coisas-Yousuf-Karsh

Como Karsh conseguia capturar tanta emoção em pessoas que ele havia conhecido recentemente (sem contar as suas habilidades de conversação)?

Ele observava cuidadosamente os momentos de emoções reais de seus clientes. Assim que elas apareciam, bam! Ele apertava o botão da máquina sem aviso prévio. Sem falar nada, sem contagem regressiva.

Podia ser a qualquer momento.

Aquela foto determinada de Winston Churchill? Tirada logo depois de Karsh ter tirado um charuto da boca de Churchill. O retrato pensativo da cantora Marian Anderson? Capturado enquanto Anderson cantarolava uma canção que sua acompanhante, por um pedido silencioso de Karsh, havia colocado para tocar.

Há um breve momento quando tudo o que há na mente, alma e espírito de um homem está refletido em seus olhos, suas mãos, sua atitude. Este é o momento que deve ser gravado – Yousuf Karsh

Resumo: Uma emoção genuína pode aparecer a qualquer momento, não apenas quando você prepara uma foto. Fique atento a isso e pronto para apertar o botão quando ela aparecer! Não estrague o momento contando ao seu cliente que você irá tirar a foto.

7. O Sucesso Vem Lentamente.

Karsh deu crédito a sua foto de Churchill como aquela que lançou sua carreira.

Você sabe quanto tempo ele foi um fotógrafo antes dele tirar essa foto? 15 anos.

15 anos aprendendo, experimentando, fazendo contatos com as pessoas certas, sendo dedicado ao seu sonho. E após esta grande oportunidade? Ele passou mais 52 anos criando essas imagens incríveis pelas quais ele é famoso hoje.

Resumo: Experimente, refine suas ideias, envie suas coisas para pessoas que podem se importar. Seja rejeitado e tente de novo. Repita, ano após ano após ano. Você chegará lá.

Todas as observações da Stephanie Simpson são muito pertinentes e dentro da minha experiência como profissional, a dica de estudar seu cliente sempre foi vital para que eu conseguisse os resultados que eu queria, parece uma coisa complicada, mas não é: No estúdio eu sempre reservei pelo menos meia hora a mais do que o necessário para a sessão, que era o tempo que normalmente eu passava “conversando” mais do que tirando fotos, nesse período entender o que o fotografado gostava, ou o que despertava paixão nele era o ingrediente que permitia ao mesmo tempo, ele relaxar, e eu descobrir suas expectativas. Comigo sempre funcionou. Experimente!

Você pode descobrir muitas maneiras de conquistar seus objetivos, sempre respeitando que quando estamos começando é natural termos dúvidas e medos, mas se preparar pode ser a dica de ouro! Estude, não só as técnicas, mas estude outros fotógrafos, ouça entrevistas, leia sobre eles que tenho certeza que em algum momento esse conhecimento será útil na prática!

Mas principalmente, permita-se arriscar!

E você, já pratica algumas das dicas deste artigo? Ou já tem um modo próprio de trabalhar ou fotografar o que gosta?

Compartilha com a gente.

        Abraços e bons estudos!

Artigo Original

8 Comments

  1. Caveira66

    Boa noite!
    Mestra,
    Discordo, você não está no caminho, você é a nossa estrada, nosso Oráculo.
    Seguindo seus ensinamento vamos descobrir nosso olhar e maneira única de fotografar.

    Obrigado por compartilhar seu conhecimento.

    Reply
    • fotodicasbrasil

      Obrigada, mas sou só um caminho entre tantos, fico feliz de compartilhá-lo com outros fotógrafos 🙂

      Abraços,
      Simxer

      Reply
  2. celso abreu

    Simxer parabéns em nos poder proporcionar tão especial matéria, como sempre o faz. Quando for ao Rio, que não é difícil, porém neste ano já estive nessa linda cidade, no inicio do ano, terei maior prazer de procura-la e participar de algum evento. Lamentavelmente moro muito longe daí, oro em Belém, mas que bom que existe a internet e possa acompanhar tudo que acontece com FOTO DICS BRASIL, que julgo uma das mais completas páginas de informações voltadas para fotógrafos. Muito sucesso e que continue sempre em nos proporcionar matérias muitos especiais voltadas ao mundo fotográfico. Abraços Celso Abreu

    Reply
    • fotodicasbrasil

      Celso!!!!
      Tenho certeza que ainda compartilharemos mais ideias, quem sabe?

      Bom saber que o meu trabalho leva alguma coisa positiva para gente que como eu, adora fotografia! Aliás, ama, né?

      Bom ter voce por aqui.

      Abraços,
      Simxer

      Reply
  3. Milton

    Simxer, só tenho de agradecer por ter compartilhado este artigo conosco, pois, é inspirador saber que os melhores hoje, lutaram bastante e perseveraram em busca do aprendizado. Saiba que tenho me espelhado muito em seus conhecimentos, e dicas , e me fortalecendo nas falhas.
    Ah!! sem contar que me matou uma curiosidade::) sempre desejei saber quem havia fotografado o Einstein.
    Brigadooo!!

    Reply
    • fotodicasbrasil

      Obrigada Milton, eu gostei tanto do artigo que não tinha como não compartilhar aqui!

      Obrigada pelas palavras, fico feliz em saber que estou no caminho 🙂

      Grande abraço,
      Simxer

      Reply
  4. Amarilson

    Excelente. Se não o melhor post que vi até hoje aqui.

    Reply
    • fotodicasbrasil

      Muito bom né? Eu também adorei Amarilson!

      Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Simxer

Simxer é autora e fundadora do Foto Dicas Brasil e Fotógrafa profissional há mais de 15 anos. É empreendedora e apaixonada pelo que faz. Autora dos Best Sellers “Fotometria Simples – Você no Controle da Luz” e “Nikon ou Canon, câmera profissional ou semiprofissional? Aprenda a decidir você mesmo”, se orgulha de ministrar os melhores e mais completos cursos online de fotografia para Iniciantes e hobbystas que contam com fotógrafos iniciantes de vários países, além do Brasil, como Portugal, Estados Unidos, Japão e África. E está sempre em busca de despertar a sua paixão pela fotografia em outras pessoas e aprender com outros apaixonados!

APRENDA MAIS

ARTIGOS QUENTES

Dignidade

Fotógrafo cria série para dar visibilidade a moradores de rua

Ferramenta Poderosa

Domine a perspectiva como elemento de composição

Registrando tudo

18 ideias Criativas Para Fotografar o Crescimento do Bebê

Elemento de Composição

Aprenda a Usar o Ponto de Fuga Como Elemento De Composição

Vídeo

Aulas de Fotografia em Vídeo

AULAS ESPECIAIS

TODOS OS ARTIGOS

ESTE SITE JÁ FOI VISUALIZADO

 

vezes.

HEY, VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO!

AUTORA DO FOTO DICAS BRASIL

RECOMENDAMOS!

RECOMENDAMOS!